Saber o que é home equity é fundamental na hora procurar um jeito mais simples de conseguir crédito na praça. 

Quando o assunto é empréstimo, as primeiras coisas que podem vir em mente são os juros altos ou a burocracia. Apesar disso, o home equity é uma exceção em meio aos empréstimos tradicionais, uma de suas vantagens mais conhecidas é, especialmente, os juros reduzidos.

O home equity já se popularizou nos Estados Unidos e, nos últimos anos, tem ganhado destaque no Brasil. De acordo com um levantamento da Associação Brasileira de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecipc) existem cerca de R$ 12 bilhões em operações de home equity no país. 

Com essa popularidade recente, o conceito de home equity ainda pode gerar dúvidas. Pensando nisso, preparamos esse post para esclarecer o que é home equity e como ele funciona. 

Afinal, o que é home equity?

Entender o que é home equity pode ser mais fácil do que se imagina. Basicamente, o home equity é uma nova modalidade de empréstimo, a qual utiliza um imóvel como garantia da operação de crédito. Para esta categoria de empréstimo, tanto faz se o imóvel é residencial ou comercial. 

O home equity é considerado opção de empréstimo facilitado, já que o imóvel concedido como garantia dá mais segurança ao credor e evita prejuízos com possíveis inadimplências. Ou seja, é mais fácil conseguir crédito com o home equity. 

Como funciona 

O primeiro passo é entender o que home equity e agora, que você já sabe, vamos explicar como operação de crédito funciona.

Primeiro o credor recebe a propriedade como garantia para a operação de crédito, através da alienação fiduciária, que nada mais é que “transferir algo com segurança”. O credor se torna dono temporário do imóvel, até que o valor do empréstimo seja inteiramente quitado. 

A partir do processo de troca de titularidade do imóvel, é assinado o contrato que oficializa o home equity com a instituição financeira. Depois desta etapa, o crédito é aprovado e o contratante recebe o valor solicitado. 

Como solicitar o home equity?

Para solicitar crédito com garantia de imóvel é simples, o primeiro passo é fazer uma simulação. A partir disso, você terá uma boa ideia do valor de empréstimo disponível, conforme a avaliação do seu imóvel – que pode chegar a 60% do valor integral do imóvel.

O segundo passo é se cadastrar no site da Credihome. Em seguida, é só esperar os consultores entrarem em contato com você para entender melhor o seu pedido e encaminhar sua solicitação para análise de crédito. Se a solicitação for aprovada, você precisará mandar alguns documentos para análise do seu imóvel e emissão do contrato. 

Lista de documentos solicitados pela Credihome: 

Documentos pessoais:

  • RG e CPF;
  • Comprovante de renda;
  • Comprovante de residência;

Documentação do imóvel: 

  • Certidão negativa de débitos com a prefeitura; 
  • Certidão negativa de débitos com o condomínio com a ata da eleição do síndico que assinou
  • IPTU com áreas e identificação do imóvel.

Quais as vantagens de contratar o Home Equity? 

Agora que você já sabe o que é home equity e como ele funciona, vamos para a melhor parte: as vantagens de contratar esse modelo de empréstimo. 

Juros mais baixos

Os juros reduzidos são, com certeza, o benefício do home equity que mais chama atenção de quem está em busca de créditos sem complicações. 

Comparado aos outros modelos de empréstimo, o home equity tem as menores taxas de juros do mercado. Existem linhas de crédito a partir de 0,60% ao mês mais IPCA ou prefixadas de 0,78% ao mês, por exemplo. Enquanto o empréstimo pessoal, a categoria de crédito mais procurada no Brasil, possui taxas que giram em torno de 7% ao mês.

É altamente seguro

É muito comum que conceder um imóvel como garantia nesse tipo de operação possa causar algum receio.

Mas como dito anteriormente, o home equity tem as taxas de juros mais baixas em comparação aos outros modelos de empréstimo. Então, é preciso ter em mente que isso acaba facilitando o pagamento das parcelas. O que reduz — e muito — as chances de perda do imóvel e, também, diminui as chances de inadimplência.

Prazos longos

Mais um diferencial é que no home equity os prazos para a quitação são maiores, podendo ser pago em até 20 anos. 

Total liberdade para gastar o dinheiro

Após a liberação do crédito, o contratante tem total liberdade para escolher o como irá utilizar o dinheiro. Algumas sugestões são: reformas, comprar um carro novo, arcar com despesas médicas, quitar dívidas, viajar, estudar ou até fazer um intercâmbio.

Home equity não é o mesmo que hipoteca

É normal que haja confusão entre o que é home equity, o que é hipoteca, ou se os dois são a mesma coisa. Apesar dessas duas categorias de empréstimo precisarem de um imóvel como garantia, home equity e hipoteca não são a mesma coisa

A diferença é simples, na hipoteca a titularidade do imóvel continua no nome do contratante, apresentando alto risco de inadimplência para o credor, explicando os juros tão altos. Enquanto no home equity, a titularidade é temporariamente transferida para o credor, diminuindo os riscos e possibilitando os juros mais baixos. 

Quem pode contratar? 

O home equity é ideal para as pessoas em busca de crédito com custos baixos e possuem um imóvel próprio – quitado e sem pendências na documentação – para dar como garantia da operação. 

Home equity para negativados

Estar negativado nunca é fácil, mas o home equity é uma boa opção para quem tem restrições no CPF. Livre de distinções, este modelo de empréstimo tem juros menores e, devido à alienação fiduciária, a instituição financeira tem mais segurança para conceder o crédito.

Agora que você já sabe o que é home equity, que tal se aprofundar mais no assunto com os conteúdos do blog da Credihome? 

Comentários