Powered by Rock Convert

O que é a B3?

Quando o assunto é mercado de ações, a primeira coisa que nos vem à cabeça é justamente a bolsa de valores, o lugar onde é realizado a compra e venda dessas pequenas partes de uma empresa. No Brasil, a instituição que faz o intermédio entre os compradores e os vendedores é a que resultou na fusão da BM&FBovespa e da Cetip, porém muitos não sabem o que é a B3 que executa essa função.

Como foi criada a B3?

Para entender como foi o surgimento da B3 é preciso voltar ao século XIX, quando surgiu os primeiros moldes da atual instituição. Ela foi originalmente criada em 1890 com outro nome e, após várias atualizações e mudanças, a Bolsa Livre (como era chamado essa instituição) chegou a alcunha de B3 (união de Brasil, Bolsa e Balcão que originou a sigla).

Quando foi fundada por Emílio Rangel Pestana, a instituição ofertava para seus clientes que até aquela época eram inovadores, como o caso da compra e venda de títulos e a intermediação entre o cliente e seu banco. Entretanto, mesmo oferecendo serviços que até então eram inovadores, a Bolsa Livre acabou sendo fechada por conta das novas políticas econômicas que foram aplicadas na época.

Porém, mesmo após seu fechamento, a instituição iria vir a ressurgir com o nome de Bolsa de Fundos Públicos de São Paulo, mudando de nome em 1935 para sua denominação mais famosa, Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo), que perdurou até 2007, sendo que nos anos 2000 houve uma integração das outras bolsas de valores que estavam em operação no país.

Por conta disso a Bovespa tornou-se a única instituição incumbida a negociar todas as ações existentes no país, fazendo com que a Bolsa de Valores de São Paulo viesse a ser o principal nome no mercado brasileiro de ações. E em 2007, ela abriu suas portas por meio de um IPO (Oferta Pública Inicial), se fundindo com a Bolsa de Mercadorias e Fundos (BM&F) em 2008.

Depois da abertura do IPO, a instituição foi nomeada como BM&FBovespa, se fundindo, novamente, em 2017 com uma sociedade sem fins lucrativos chamada Cetip (Central de Custódia e de Liquidação Financeira de Títulos), quando passou a se chamar B3. Todavia, após todas essas fusões, muitos acabaram criando muitas dúvidas em relação ao que é a B3 e qual sua função no mercado.

O que é a B3 e qual a sua função no mercado de investimentos do país?

A B3 está funcionando desde março de 2017 e é a responsável pela movimentação das ações no país, atuando diretamente como a bolsa de valores nacional. Ela age como uma espécie de mercado, onde ao invés de vender mercadorias, o que está sendo comercializado são títulos e ações.

  • Isso quer dizer que ela funciona como uma espécie de local de encontro para interessados em vender e comprar partes de empresas, sendo que o ponto principal do relacionamento entre empresa e investidores por meio da comercialização dos títulos e ações é na B3.

Entretanto, a maior vantagem de uma bolsa de valores está em sua segurança e na organização que há dentro da instituição. Ao negociar uma ação na bolsa de valores, seja como vendedor ou comprador, ambas as partes têm grande chance de ter um retorno em sua aplicação bem maior.

Além disso, o âmbito em que as negociações são realizadas é totalmente organizado e seguro, tanto para as empresas que possuem ações a venda na B3 quanto para os investidores. É importante ressaltar que para oferecer essa segurança é necessário a existência de algumas entidades.

Um ótimo exemplo é a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), que está diretamente ligada ao Ministério da Fazenda e tem como função fiscalizar, disciplinar, desenvolver e normatizar o mercado dos valores brasileiros de mobiliários.

Outro exemplo é a CBLC (Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia), que é a empresa que cuida da tutela das ações e de vários títulos de instituições privadas no mercado nacional de finanças.

Como fazer um investimento na bolsa de valores do Brasil?

  • Os interessados em se tornarem investidores devem ter em mente que na maioria dos casos ele não fará contato direto com a B3, sendo que a intermediação é realizada pelas chamadas corretoras de valores. Através dessas empresas, o interessado consegue comprar os produtos comercializados, como ações, títulos de renda fixa e contratos de futuros índices, moedas e commodities.

Na maioria dos casos, as pessoas que querem saber o que é a B3 são pessoas que estão em busca de comercializar ações, que possui três maneiras de ser comprada:

  • Individual, por clube ou fundos de investimentos

Sempre havendo intermediação da corretora nessas negociações. Todavia, essas negociações possuem a cobrança de taxas e impostos, além das variações diárias.

Powered by Rock Convert

Escrever comentário

Shares