Powered by Rock Convert

Se você nunca ouviu falar em moeda digital, saiba que novas tecnologias prometem acabar com o dinheiro físico. A tendência é que, nos próximos anos, a sociedade caminhe para um mundo em que não haverá circulação de dinheiro físico e que sejam usadas cada vez mais transações eletrônicas e moedas virtuais.

Como Funciona a Moeda Virtual?

As moedas digitais, conhecidas como criptomoedas, é um meio de troca que se utiliza de criptografia para assegurar transações e para controlar a criação de novas unidades da moeda. Em vez de existir uma instituição financeira responsável pelas transações, todas as trocas monetárias ficam registradas virtualmente.

As moedas virtuais devem substituir os bancos centrais e alterar as maneiras tradicionais de realizar transações financeiras, segundo especialistas. Atualmente, o mercado oferece diversos tipos de moedas digitais, entre as mais populares está a Bitcoin.

Como Investir na Moeda Virtual?

A Moeda Virtual é como as ações da Bolsa de Valores podem crescer muito, mas em algum momento também podem cair, porque tem uma grande variação.

Para quem se interessa, o primeiro passo é procurar o site de alguma corretora ou casa de câmbio especializada, as chamadas exchanges, para criar uma conta.

A Exchange cria um ambiente seguro e conecta os usuários que querem comprar e vender as moedas digitais. Para começar você terá de depositar um valor em real e vai receber o correspondente na criptomoeda que escolher, de acordo com a cotação do momento.

Moedas Digitais em Alta

Bitcoin – Pioneira no mercado digital, foi lançada em 2009. Em sua criação, valia cerca de U$$ 0,03. A quantidade de Bitcoins é limitada a 21 milhões de unidades.

Ethereum (ETH) – Fundada em 2014, não tinha o objetivo de ser uma moeda de investimentos, mas foi o que aconteceu com o sucesso de sua plataforma.

Ripple (XRP) – É umsistema de liquidação bruta em tempo real, para câmbio e rede de remessas.

Powered by Rock Convert

Dash – É a primeira forma de moeda digital que funciona exatamente como dinheiro físico, com transações instantâneas, privadas e sem intermediários, oferecendo ainda a vantagem do dinheiro não ser controlado por um sistema bancário centralizado.

ZCash – Ao pagamentos são publicados em uma cadeia de blocos pública, mas os usuários podem usar um recurso de privacidade opcional para ocultar o remetente, o destinatário e o montante a ser negociado.

Monero – É uma criptomoeda descentralizada lançada em 2014, e tem como objetivo ser não-rastreável dando uma maior privacidade que a Bitcoin.

Litecoin – A criação e transferência de Litecoin estão baseadas num protocolo de criptografia de código aberto e não é gerida por uma autoridade central.

Neo – É o primeiro projeto do setor vindo da China e pretende se aproveitar das conexões com algumas grandes empresas do país, para aumentar a capitalização.

deCRED – Lançada por um grupo antigo de desenvolvedores da Bitcoin, é a primeira 100% descentralizada. As questões administrativas são resolvidas em comunidade.

Waves – Ao contrário de outras moedas digitais, não tem a intenção de substituir o dinheiro convencional, mas de se integrar a outras formas existentes.

EOS – Uma das mais recentes tem a promessa de inovar com a eliminação da exigência de pagamento a cada transação.

Fique atento!

Será que o futuro da Moeda é Digital? O futuro das moedas digitais está atrelado ao da própria internet!

Antes de investir em Moeda Digital, faça sua pesquisa e veja se vale à pena.

Powered by Rock Convert

Escrever comentário