Se você, como a maioria dos brasileiros, deseja realizar o sonho da casa própria através de um financiamento, com certeza já se perguntou sobre o Minha Casa Minha Vida, o programa governamental que oferece condições facilitadas aquisição de imóveis para pessoas de baixa renda.

Uma situação que pode acontecer: O que fazer quando não der para pagar as parcelas do Minha Casa, Minha Vida

Nesse texto, explicamos como funciona o programa, suas faixas, os juros envolvidos e quais as fontes dos recursos utilizados.

Quem pode participar do Minha Casa, Minha vida:

Nem todo mundo pode participar Programa Minha Casa Minha Vida, afinal de contas, é um programa de assistência social, e você precisa atender a alguns requisitos socioeconômicos para garantir os subsídios do governo.

  • Pode participar qualquer brasileiro que possua uma renda familiar mensal de até R$ 9.000,00.

O Minha Casa Minha Vida oferece quatro condições de financiamento diferentes de acordo com a renda da família.

Conheça as faixas de renda do Minha Casa, Minha Vida

Para que serve as faixas de renda?

  • Dessa forma, pessoas com rendas menores recebem maior subsídio governamental e taxas de juros menores.

Confira os limites de renda para cada faixa oferecida pelo programa:

  • Faixa 1

A primeira faixa do MCMV engloba consumidores com renda familiar de até R$ 1.800. O usuário do programa pode financiar até 90% do valor do imóvel, com os custos sendo divididos em até 120 meses. As parcelas chegam, no máximo, a R$270.

  • Faixa 1,5

As famílias com renda de até R$ 2.600 costumam ser inseridas na faixa 1,5, que permite a compra de imóvel com juros de apenas 5% ao ano. Aqui, o tempo para pagamento do bem é maior, podendo chegar a 360 meses.

  • Faixa 2

A renda para usuários desta faixa deve ser de até R$4 mil, e a variedade de escolha é maior. O consumidor pode optar na faixa 2 por imóveis ainda na planta, novo ou usado, terreno ou ainda pela construção em terreno já próprio.

  • Faixa 3

Trinta anos para pagamento, renda de até R$9 mil e taxa de juros diferenciadas: estas são as condições da última modalidade do MCMV, que assim como a faixa 2 permite compra variada ou construção.

Powered by Rock Convert

Conheça as taxas de juros e benefícios por faixa

  • Na faixa 1,5 a taxa de juros é de 5% ao ano.
  • Na faixa 2, os juros cobrados continuam variando de 5,5% a 7% ao ano.
  • Na faixas 3 e 4, para renda de R$ 4 mil até R$ 7 mil mensais, a taxa cobrada é de 8,16%. Já para a renda familiar entre R$ 7 mil e R$ 9 mil, os juros são de 9,16% ao ano.

O que acontece se não pagar o Minha Casa, Minha Vida? Veja como negociar sua dívida no Minha Casa, Minha Vida

  • Inscrição no Minha Casa, Minha Vida!

Após definida sua faixa de financiamento,

  1. o consumidor precisa se dirigir à Prefeitura de sua cidade ou à Caixa Econômica Federal ou BB e solicitar a participação no programa Federal.
  2. O orçamento para parcelamento varia de acordo com a localidade, e só é possível adquirir vaga na opção quando elas estiverem disponíveis.

Use os Simuladores para saber o valor do Minha Casa, Minha Vida:

Documentos para inscrição no Minha Casa, Minha Vida!

  • Para a inscrição, é preciso apresentar RG,
  • CPF,
  • Comprovante de renda,
  • Comprovante de endereço,
  • Carteira de Trabalho,
  • Certidão de Nascimento ou Casamento e, quando for o caso,
  • Cartão do Cadastro Único De Programas Sociais (Cadunico).

O que é o Sorteio Minha Casa, Minha Vida?

Como as vagas são limitadas, as famílias são sorteadas para a participação no Minha Casa, Minha Vida. Ao ser selecionado, o usuário é comunicado pela Caixa e deverá fazer cadastro para compra do imóvel.

Logo depois, a instituição financeira irá verificar as melhores condições para seu financiamento, e então o contrato será assinado. A partir daí, o cliente deverá arcar com suas parcelas mensais, ao mesmo tempo em que usufruir da sua nova propriedade.

Imóvel parcelado por meio do programa federal precisa ser residencial e o primeiro em nome do solicitante do financiamento. Regra é a base do MCMV.

Conhece o cartão Minha Casa Melhor? É um cartão de associados com desconto em diversos produtos domésticos, eletrônicos.. Leia:

Qual o valor do imóvel para o Minha Casa, Minha Vida?

Existem construtoras que também participam do Minha Casa, Minha vida, ajudando aqueles que buscam conseguir a casa. Leia: 5 Construtoras que tem imóveis do programa Minha Casa, Minha Vida

O valor do imóvel varia para cada região do Brasil, confira a tabela!

Conheça algumas características e benefícios do programa

    • Valor máximo do imóvel: R$ 300 mil (definições de valor por município);
    • Financiamento em até 360 meses;
    • Possibilidade de inclusão dos valores de despesas cartorárias e ITBI no financiamento;
  • Subsídio para famílias com renda bruta de até R$ 4.000,00. O valor do subsídio pode chegar a R$ 47.500,00, dependendo da renda do beneficiário e da região onde o imóvel está localizado.

Esclarecemos 12 dúvidas comuns sobre o Minha Casa, Minha Vida

Para saber mais sobre financiamento imobiliário, leia essa matéria

Ou, Para conhecer as condições de financiamento de outros bancos, leia também o artigo “Financiamento de imóvel- Compare em vários bancos”.

Powered by Rock Convert

Escrever comentário