Powered by Rock Convert

Saiba melhor o que você deve fazer para acionar o seguro do seu carro em caso de roubo ou furto.

Os casos de roubos e furtos estão se tornando cada vez mais comuns no Brasil.

Devido a grande violência, principalmente nos grandes centros urbanos, ter o carro roubado é um dos medos mais comuns dos motoristas de hoje em dia. A situação é muito chata e complicadas, mas deve ser solucionada o mais rápido possível para o seu próprio bem.

Passado a tensão e o susto de ter o carro furtado ou roubado, você tem que cumprir um passo a passo para te ajudar a resolver o problema com a polícia e com a sua seguradora. É importante frisar que não se deve reagir a roubos, entregue o carro e acione as autoridades, preservando sua integridade física.

O que fazer se meu carro for furtado?

Diferente do roubo, o furto acontece quando você não está presente na hora da ação dos criminosos. Então, é aquele momento em que você chega ao local onde seu carro estava estacionado e não o encontra. Nesses casos, é preciso ligar para a central de sinistro da sua seguradora para comunicar o furto em seguida avisar a polícia, ligando para o número 190 e fazer o boletim de ocorrência (BO) na delegacia mais próxima. Se o seu carro estiver protegido por um seguro, é importante que você entre em contato rapidamente, quanto mais ágil você comunicar a seguradora, mais chances terá de encontrar o seu veículo em perfeitas condições.

Ao ligar para a polícia, a tendência é que as autoridades se encaminhem para o local do furto, mas se isso não acontecer, você deve ir a delegacia mais próxima e fazer o BO do ocorrido. É preciso manter a calma ao fazer o registro, por que será necessário lembrar alguns detalhes como o horário que você estacionou o veículo, se há possíveis testemunhas, a placa, modelo e cor do carro e algo que o caracterize, como um adesivo, por exemplo.

Dê a maior quantidade possível de detalhes, nessas horas toda informação é valiosa. Com o boletim de ocorrências nas mãos, entre em contato com a sua seguradora para comunicar o sinistro e entrar com o pedido de indenização.

O que fazer se meu carro for roubado?

O roubo é um caso mais grave, porque os assaltantes lhe tomam o bem quando você está presente, o que deixa as pessoas muito nervosas, pelo terror psicológico imposto pelos criminosos. O importante é não reagir, não fazer movimentos bruscos e entregar o carro o mais rápido possível para evitar piores consequência.

Depois do susto por conta dos momentos de tensão, busque ficar o mais calmo possível. Ligue para a polícia e para sua seguradora. É importante tentar lembrar de tudo o que aconteceu, toda a informação é muito importante para ajudar as autoridades a encontrar o seu carro o quanto antes, diminuindo os riscos. Tente informar os rostos, roupas, armas, placa do veículo usado pelos criminosos, quantos eles eram, como aconteceu o assalto, que horas ele aconteceu, dentre outros detalhes.

É importante frisar, ao ter seu veículo roubado, busque um local mais seguro, de preferências locais públicos com bastante movimento, para entrar em contato com a polícia e com o seguro. Já que muitos assaltos ocorrem em locais mais desertos e como muitos carros tem trava ou rastreador é importante estar num local seguro para que os criminosos não o procurem quando o carro parar e isso te causa um grande risco de vida.

Powered by Rock Convert

O boletim de ocorrência serve como documento para dar entrada ao pedido de indenização em sua seguradora.

Como acionar a minha seguradora?

A seguradora deve ser contatada o mais rápido possível em caso de roubos ou furtos. Se o seguro não encontrar seu carro por meio de um rastreador via satélite, por exemplo, é preciso estar em posse de alguns documentos para entrar com o pedido de indenização, como:

– Carteira de Motorista;

– Documentos do Carro (CRV);

– Documentos do seguro (Contrato).

Tenha cópias do documento do carro em casa, pois o original corre risco de ser levado junto com o veículo. O caminho mais prático para resolver o problema com a seguradora é procurar diretamente o seu corretor. Ele é o responsável pela sua apólice e deve estar informado sobre o que aconteceu. No caso de dúvidas sobre o processo, pergunte ao seu corretor, ele é o seu representante direto na seguradora.

E se o carro não tiver seguro, o que eu faço?

Se o seu carro não estiver sob a proteção de um seguro, as coisas ficam mais difíceis e você terá que contar única e exclusivamente com a sorte. As chances de recuperação do veículo nesses casos são bem menores, já que fatores como o tempo que aconteceu o roubo, a marca e o modelo do veículo, além da grande demanda de ocorrências das autoridades, podem influenciar na demora para encontrar o veículo e quanto tempo demorar, menores são as chances de encontrá-lo.

Na grande maioria dos casos, os veículos não são encontrados e o prejuízo é inevitável.

Meu veículo foi encontrado, e agora o que eu faço?

Se o veículo for encontrado pela polícia, as autoridades entraram em contato para que você possa buscá-lo. É importante estar com todos os documentos do veículo para agilizar a liberação do veículo.

Se o carro for achado depois que a seguradora já realizado o pagamento da indenização, o veículo agora pertence a ela. É importante que você esteja por dentro de todo o processo do seguro em caso de sinistro, se informe com seu corretor sobre o processo e sobre os detalhes da cobertura da seguradora.

Quando e quanto vou receber da seguradora se o meu carro não for encontrado?

É importante saber que você não vai receber o valor que pagou pelo carro, já que os veículos desvalorizam rápida e a seguradora lhe paga segundo os valores atualização da tabela FIPE.

Depois de dar entrada no pedido de indenização, a seguradora tem até 30 dias para efetuar o pagamento. Se o carro for encontrado antes do seguro pagar a indenização, o pedido pode ser cancelado pela seguradora, dependendo das condições do carro.

Powered by Rock Convert

Comentários

Shares