O mercado imobiliário oferece boas oportunidades para quem quer investir de uma forma segura e com visão de longo praz

Para muitas pessoas, comprar uma casa ou um apartamento não significa ter uma moradia, mas sim uma fonte de renda. Tradicionalmente, o investimento em imóvel é considerado um dos mais seguros entre todos, por trazer uma boa estabilidade a longo prazo, algo que pessoas com um perfil mais conservador levam muito em consideração. 

Neste artigo, vamos falar sobre o que é preciso considerar na hora de investir em imóvel. Mas, já de início, vale dar um spoiler sobre o que você vai encontrar por aqui: é preciso ter um bom planejamento financeiro.

O que considerar na hora de investir em imóvel?

É um consenso entre especialistas que o investimento em imóvel é sempre um bom negócio. E comprar uma casa ou um apartamento para investir não difere muito de comprar para morar. Mas apesar de os meios serem os mesmos, é importante você pensar nos fins, uma vez que o seu objetivo como investidor é lucrar com o seu bem. 

Portanto, listamos aqui alguns pontos cruciais que você precisa levar em consideração antes de decidir investir em imóveis.

Forma de pagamento

Em um mundo ideal, a melhor forma de fazer um investimento em imóvel é pagar pela compra à vista. Por isso, ter uma organização financeira para investir é fundamental para você tirar o melhor aproveitamento possível dessa empreitada. 

Na compra à vista, você não irá comprometer sua renda por muitos anos ou décadas com as prestações de um financiamento, da mesma forma em que não irá pagar um valor bem maior do que o estipulado para o imóvel com os juros desse tipo de operação. 

Isso não significa que você não possa investir em imóvel por meio de uma compra financiada. Mas tenha em mente que a sua rentabilidade tende a ser menor. Neste caso, o ideal é tentar fazer um planejamento financeiro para, pelo menos, conseguir uma boa quantia para dar de entrada na compra, o que irá garantir melhores taxas de juros e um prazo ou prestações menores para a quitação do financiamento. 

Um bom aliado neste caso pode ser o saldo do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), que pode ser usado tanto na entrada quanto no pagamento das prestações.

Além disso, vale lembrar que, ao comprar um imóvel, você não paga apenas o valor do bem e os juros em caso de um financiamento. Há uma série de gastos extras com impostos e taxas de cartórios que precisam ser levados em consideração e que, geralmente, ficam entre 4% e 8% do valor do imóvel.

Localização

É de fundamental importância fazer o investimento em imóvel com liquidez, que é a capacidade de transformar o seu objeto de investimento em lucro. E a localização da propriedade é um dos pontos cruciais para que você consiga alugar mais rápido para começar ou a lucrar ou que tenha uma boa perspectiva de valorização. Por isso, é importante estudar bem o mercado imobiliário e obter o máximo de informações sobre a região onde pretende investir.

Outros fatores importantes:

  • Verificar bem o estado de conservação do imóvel, para evitar gastos extras com obras;
  • Comodidades e infraestrutura do condomínio, em caso de apartamentos ou casas de condomínio;
  • Vagas de garagem: seja em uma casa ou em um condomínio, ter uma ou mais vagas costuma ser mais vantajoso e dá mais liquidez ao imóvel.

Como lucrar com investimento em imóvel

Quem investe em alguma coisa sempre visa o lucro. E no caso do mercado imobiliário, o retorno que você vai ter ao adquirir uma casa ou um apartamento geralmente passa por dois caminhos, pelo menos no caso de imóveis usados:

  • Rentabilidade com aluguel – seja a longo prazo ou por temporada;
  • Valorização para revenda.

Em ambos os casos, o investidor precisa estudar muito o mercado, as características do imóvel e sua localização, levando em consideração o ponto fundamental da liquidez. 

De nada adianta comprar um imóvel para investir se ele não tiver essa capacidade de, rapidamente, começar a dar retorno financeiro. 

Ou seja, ao adquirir uma propriedade, é preciso que ela seja atrativa o suficiente para ser alugada – caso seja esse o seu objetivo – ou tenha uma perspectiva de valorização para uma venda futura. E vender um imóvel é algo que requer quase tanto planejamento quanto comprar.

Outras formas de ganhar dinheiro com investimento em imóvel

Além da revenda e do aluguel, existem outras modalidades de investimento em imóvel que podem ser consideradas:

Leilão de imóveis

Costumam envolver imóveis penhorados por conta de dívidas ou pendências judiciais de seus proprietários e que passam por expropriação. Eles são disponibilizados para venda por preços iniciais bem abaixo do mercado. E como em qualquer leilão, concretiza a compra quem dá o lance mais alto.

A vantagem é a possibilidade de comprar o imóvel por um valor bem abaixo do que ele teria normalmente. Mas é importante avaliar bem, especialmente, o estado de conservação e a sua capacidade de valorização. 

Imóvel na planta

É quando a compra de um imóvel se dá antes ou durante a sua construção. Costuma ser uma boa oportunidade de investimento, pois a possibilidade valorização do imóvel é grande, uma vez que as incorporadoras e construtoras constroem em regiões que tendem a se valorizar.

Além disso, se você não tem uma quantia para comprar um imóvel à vista, ao comprar na na planta é possível financiar 100% do bem, sem precisar de uma entrada, uma vez que as construtoras negociam também o parcelamento dessa quantia inicial. E você pode, inclusive, negociar valores intermediários das parcelas, como semestrais e anuais. 

Organização financeira para investir

Seja para investimento ou para moradia, o planejamento financeiro é sempre uma questão fundamental na compra de um imóvel. Mas no caso de um investimento, essa organização financeira não se limita apenas ao pagamento pela compra. Ela tem que contemplar, também, a forma como você vai lucrar com o seu investimento. 

E uma coisa importante que deve ser levada em consideração é o retorno sobre o investimento imobiliário. Seja com aluguel ou revenda, há uma forma de fazer esse cálculo. Veja como:

Aluguel

Se você comprou um imóvel para alugar, a maneira de medir o seu lucro é fazer um cálculo com a divisão do valor mensal do aluguel pelo “capital inicial” e depois multiplicar por 100. Dessa forma, você tem o seu rendimento mensal.

Funciona assim:

Valor do aluguel R$ 2.000 por mês
Valor do imóvel R$ 500.000
Cálculo 2.000 ÷ 500.000 × 100 = 0,40
Rendimento mensal 0,40%
Rendimento anual 0,40 x 12 = 4,8%

Revenda

Da mesma forma, caso você pretenda aguardar a valorização do imóvel para revendê-lo, a forma de calcular o seu lucro será subtrair o valor da compra do valor da venda, depois dividir o resultado novamente pelo valor da compra e enfim multiplicar por 100. 

Veja como:

Valor do imóvel R$ 500.000
Valor da revenda R$ 680.000
Cálculo 680.000 – 500.000 ÷ 500.000 x 100 = 36
Porcentagem de lucro 36%

Vale observar, no caso de revenda, que você pode usar o cálculo acima para fazer uma projeção do seu lucro. Portanto, ao anunciar um imóvel, essa é uma boa forma de você estipular o preço, levando em consideração de que, em uma negociação, dificilmente você conseguirá fechar negócio sem conceder algum desconto para o comprador.

Investir em imóvel alugado

Uma boa possibilidade que você tem de começar a lucrar imediatamente após a compra é investir em um imóvel já alugado, uma modalidade que é pouco conhecida até mesmo por alguns investidores. 

A imobiliária digital QuintoAndar, por exemplo, oferece filtros de busca em sua plataforma digital para você encontrar imóveis que já tenham inquilinos e, mesmo assim, estejam à venda. Essa pode ser uma ótima oportunidade de começar seu investimento em imóvel sem ter que se preocupar em esperar alguém querer alugar ou comprar!

_______________________________________________________________

(*) O MeuLugar ( https://meulugar.quintoandar.com.br) é um portal de conteúdo especializado no mercado imobiliário e em tudo o que se refere à moradia no Brasil, com foco tanto em proprietários e inquilinos quanto em pessoas que desejam comprar um imóvel. É gerenciado e produzido pela equipe do QuintoAndar, plataforma imobiliária digital (https://www.quintoandar.com.br).

Comentários