Muitas empresas deixam de fazer o fluxo de caixa empresarial porque acham que é uma tarefa difícil. Com o passar do tempo, acabam enfrentando sérios problemas financeiros que podem levar à falência.

Então, se você é um desses empresários, precisa organizar seu fluxo de caixa empresarial agora mesmo. Mas você não sabe por onde começar? Não se preocupe, pois vamos te ensinar como fazer um fluxo de caixa empresarial.

Ainda daremos dicas de como reverter e evitar um fluxo de caixa negativo. Mas, antes, vamos entender o que é um fluxo de caixa e como ele é importante para o seu negócio? Acompanhe!

O que é um fluxo de caixa empresarial?

Basicamente, o fluxo de caixa refere-se ao saldo líquido de dinheiro entrando e saindo de uma empresa em um momento específico. Ele pode ser positivo ou negativo. O fluxo de caixa positivo indica que a empresa tem mais dinheiro entrando do que saindo.

O fluxo de caixa negativo indica que a empresa tem mais dinheiro saindo dela do que entrando. Nenhuma empresa consegue sobreviver no longo prazo se o seu fluxo de caixa empresarial estiver sempre no negativo. Afinal, isso significa que não há dinheiro o suficiente para honrar seus compromissos.

Muito menos para investir no próprio negócio para fazê-lo crescer ou, até mesmo, gerar lucro para o proprietário e sócios. Cabe ressaltar que o fluxo de caixa empresarial considera apenas as entradas e saídas efetivamente realizadas.

Isso significa que o dinheiro que tem para receber não entra no fluxo de caixa. Nem o valor referente às suas despesas e gastos futuros, como a compra de insumos parcelada. Essas contas são lançadas apenas no balanço patrimonial, como contas a receber e contas a pagar, respectivamente.

Por onde começar um fluxo de caixa empresarial?

Veja algumas dicas de como começar o fluxo de caixa empresarial:

Organize as informações sobre as receitas e despesas

O primeiro passo para fazer seu fluxo de caixa empresarial é organizar as informações. Então, reúna a sua equipe e anote todas as receitas e despesas, apontando sua origem. Por exemplo, dinheiro em caixa, cheques, cartões do banco A, B e C.

Também organize as despesas, categorizando-as de acordo com sua finalidade. Por exemplo, despesas de investimento (compra de equipamentos e terrenos), despesas financeiras (dívidas com bancos e acionistas) e despesas operacionais (fornecedores, funcionários e prestadores de serviço).

Registre todas as entradas e saídas de caixa

Com tudo organizado, defina a periodicidade de análise do seu fluxo de caixa. Poder semanal, quinzenal, mensal, bimestral e por aí vai. Independente disso, todas as entradas e despesas devem ser lançadas no momento em que acontecem.

Isso porque você terá uma visão mais clara do caixa de sua empresa no pequeno prazo, o que permite prever possíveis problemas. Para, então, definir um plano de contingência. Por exemplo, se o caixa estiver negativo você pode tentar negociar prazos de pagamentos com os fornecedores ao invés de deixar de pagar os funcionários.

Sempre analise os dados do fluxo de caixa

Analisar o fluxo de caixa empresarial permite medir o desempenho de uma empresa porque com ele é possível tomar melhores decisões. Por exemplo, essa análise permite saber qual grupo de despesas está mais concentrado no seu dinheiro.

Diante de uma necessidade de reduzir gastos, você já saberá por onde começar. Também dá para verificar em qual período do mês/ano suas receitas ou despesas são maiores ou menores. Dessa forma, dá pra melhorar o planejamento financeiro dos próximos meses.

Utilize um sistema para facilitar o lançamento das informações

Utilizar um sistema de fluxo de caixa online pode ser facilitar sua gestão financeira. Pois, com ele, é possível integrar todos os lançamentos de recebimento e pagamento com as vendas ou prestação de serviços e as compras de fornecedores.

Além de possuir outras funcionalidades essenciais para a gestão financeira do seu negócio, como projeção financeira, relatório de demonstrativo DRE, controle das contas a pagar e contas a receber. Então, simplifique o controle financeiro da sua empresa com um sistema de fluxo de caixa empresarial online.

Como evitar e reverter fluxo de caixa negativo?

Aqui estão algumas maneiras de gerenciar melhor seu fluxo de caixa para evitar uma emergência no futuro:

Mantenha uma margem de vendas acima dos gastos

A margem de vendas sempre deve ser maior do que os seus gastos. Isso porque durante o pedido de sazonalidade de vendas você não corre o risco de ficar sem dinheiro em caixa para honrar com seus compromissos.

Receba antes dos seus clientes e paga depois seus fornecedores

Uma dica para manter seu fluxo de caixa empresarial sempre positivo é alinhar o recebimento com o pagamento. Por exemplo, se você permite que seus clientes paguem em até 30 dias, o ideal é que você negocie o pagamento com os fornecedores com esse mesmo prazo ou mais.

Evite compras em excesso e alto volume de estoque

Muitos problemas financeiros estão relacionados com o controle de estoque, ou melhor, a falta dele. Isso inclui compras em excesso e alto volume de estoque devido ao baixo giro de estoque. Afinal, isso significa menos dinheiro em caixa e dinheiro parado no estoque.

Agora veja algumas dicas de como reverter um fluxo de caixa negativo:

Aumente seus preços e negocie com fornecedores

Pode parecer arriscado aumentar os seus preços, mas se o valor a ser pago for justo seu cliente aceitará. Também tente negociar com fornecedores novos prazos de pagamento, juros e futuros frente. Isso te ajudará – e muito – a tirar seu caixa do negativo.

Reduza as suas despesas mais onerosas

A forma mais comum de reverter o fluxo de caixa negativo é reduzindo as despesas, principalmente aquelas que causam mais prejuízo no seu orçamento. Como vimos, através de uma análise de fluxo de caixa fica fácil saber quais são elas, não é?

Refinancie ou contraia dívidas

Muitas empresas quando estão com fluxo de caixa negativo precisam renegociar suas dívidas com o banco e, até mesmo, contrair novas dívidas com juros melhores, tanto para quitar dívidas atuais quanto para arcar com as demais despesas. Mas saiba como escolher o melhor banco para pegar um empréstimo.

O controle de fluxo de caixa empresarial, sem dúvidas, é um processo essencial dentro de qualquer empresa. E, a melhor forma de controlar um fluxo de caixa é através de um sistema de fluxo de caixa online. Por isso, queremos te convidar para conhecer o Simples Agenda.

Saiba mais sobre o fluxo de caixa no Simples Agenda e experimente grátis esse software por 35 dias.

Comentários