Powered by Rock Convert

Financiar ou economizar para pagar à vista?

No Brasil, muitas pessoas possuem o sonho de largar de vez uma despesa, o aluguel, comprando a tão desejada casa própria, por exemplo. Entretanto, com os altos custos que o mercado imobiliário apresenta, muitos acabam ficando em dúvida entre financiar ou economizar para pagar à vista, fazendo com que as questões envolvidas nos negócios acabem influenciando na decisão.

Todos os consumidores têm o conhecimento de que o pagamento à vista sempre é a melhor opção do que um financiamento ou parcelamento de um determinado bem ou produto. Todavia, quando o item em negociação possui o preço elevado, como um veículo ou um imóvel, é mais difícil ver transações com pagamento à vista, sendo mais comum os parcelamentos.

Por que essa dúvida aflige tanto os compradores?

Mesmo que a grande maioria dos brasileiros tenham em mente que a decisão de financiar a compra de um imóvel é bem mais vantajoso do que passar anos economizando para fazer o pagamento à vista, existe um grande fator que deve ser levado em consideração antes de fazer a contratação do financiamento, a adição das taxas de juros nos programa de crédito oferecidos pelos bancos.

O Brasil é um dos países que possuem as mais altas taxas de juros do mundo, independentemente da ação do Banco Central ou não, as taxas cobradas pelos bancos são bem exageradas, principalmente se o perfil do contratante não é muito bom. Ter um histórico recente de dívidas em aberto e atrasos em parcelamentos são fatores que podem influenciar diretamente nas taxas cobradas pelos bancos.

Ainda assim, financiamentos são muito utilizados em outros tipos de compras, como de materiais escolares, por exemplo, o que pode prejudicar ainda mais no momento de fazer um novo parcelamento. Ter uma quantidade excessiva de contas a pagar ajudam ao pagador se complicar financeiramente, tornando-o um mal pagador.

Por conta desses diversos fatores que a escolha entre financiar ou economizar para pagar à vista é tão recorrente no cotidiano daqueles que possuem planos para compras uma casa ou um carro.

Além disso, existem outros elementos que influenciam na decisão, como:

  • Tempo do financiamento,
  • Valor total do bem,
  • Custo da entrada,
  • Situação financeira do comprador, entre outros.

Afinal, financiar ou economizar para pagar à vista a tão sonhada casa própria?

Independentemente do bem que será adquirido, o comprador deve ter em mente que não há uma resposta exata para essa pergunta, pois cada caso é um caso, dependendo única e exclusivamente de sua situação. Entretanto, existem casos onde o financiamento pode vir a se encaixar melhor do que passar muito tempo juntando dinheiro para fazer um pagamento à vista.

Nas compras de bem duráveis, como residências e automóveis, os financiamentos através de um empréstimo pessoal, consignados ou qualquer outra linha de crédito disponível é mais habitual. Todavia, esse tipo de negócio exige que o comprador tenha um valor para dar de entrada, ou seja, ele deve ter uma parte do valor em mãos para conseguir parcelar o resto do preço do bem.

  • Quanto maior for a quantia disponível para dar de entrada maior serão as chances de ele conseguir diminuir o valor das parcelas, do tempo de pagamento e dos juros aplicados no acordo, dando maior poder de negociação ao solicitante perante a instituição financeira contratada.
  • Entretanto, dependendo de sua situação financeira, optar por poupar um pouco mais é o ideal. Mesmo que poupe apenas para dar entrada e não o valor inteiro.

Com o desemprego em alta, muitos brasileiros acabam partindo para o mercado informal, fazendo com que sua renda seja inconstante. Desse modo, é melhor ir juntando dinheiro para conseguir efetuar o pagamento integral do produto, pois não se sabe o quanto ele terá disponível em seu orçamento todo o mês, além de que ele pode acabar fazendo uma dívida que ele não poderá pagar.

É muito importante que o comprador tenha plena ciência de sua atual condição financeira, sabendo muito bem escolher entre financiar ou economizar para pagar à vista. Cada caso exige que o interessado em efetuar a compra saiba de sua situação financeira e se o valor de determinado tipo de bem vai caber no orçamento familiar mensal.

Powered by Rock Convert

Escrever comentário

Shares