Você conhece os ETFs de criptomoedas? O investimento em criptomoedas ganhou peso e popularidade nos últimos anos. Um grande exemplo disso, foi a valorização monstruosa do Bitcoin (BTC). No entanto, atualmente as opções de investimento nesta categoria de ativo ganhou vários “rumos” com o surgimento de novas moedas virtuais. Assim, encontrar boas criptomoedas se tornou uma missão complicada. 

Então, por que não facilitar seus investimentos com um fundo de investimento focado em criptomoedas? Atualmente isto já é possível, e vamos te ensinar a captar estas tendências!

Primeiramente, vamos responder à pergunta: O que é um fundo de investimento?

Fundos de investimento são uma alternativa para quem deseja investir. Eles oferecem a oportunidade de vários investidores criarem um fundo. Em outras palavras, criam uma carteira em comum, como uma espécie de “condomínio de ações”.

Investir em um fundo diminui os riscos do investidor, além disso, como o fundo soma a renda de várias pessoas, aumenta proporcionalmente o poder de participação dos fundos no mercado. No final das operações, o lucro (ou o prejuízo) é distribuído entre os investidores.

Considerando o risco do investidor, o fundo é uma ótima opção para os mais inexperientes. Pois, o fundo é controlado por um gestor, seja um profissional específico ou empresa. Cabe ao investidor apenas decidir qual fundo se encaixa melhor em seu perfil.

Neste sentido, um Exchange Traded Funds (ETFs se refere a sigla em inglês) compara-se a fundos de investimentos. Contudo, ao contrário de uma rodada de investimentos privada de uma corretora, um fundo ETF é negociado plenamente através da Bolsa de Valores.

No entanto, o grande ponto chave dos ETFs, é que estes fundos (em sua grande maioria) replicam índices. Desse modo, investindo em um ETF rastreado em determinado índice você pode redirecionar seus investimentos para objetivos específicos.

ETFs das maiores empresas de tecnologia, empresas de mineração, de ouro, de ESG, de mercados internacionais… e em Criptomoedas! As categorias que os ETFs podem se enquadrar são praticamente infinitas. Afinal, dependem exclusivamente da criatividade do gestor dos fundos.

Um ponto de curiosidade, é que o mercado brasileiro se mostrou mais assertivo com os fundos de criptomoedas. Atualmente, existem uma série de ETFs de focados em criptomoedas listados aqui mesmo na B3, um cenário que devido as restrições e “apreensão” da comissão de valores americana, ainda não se tornou muito popular na Bolsa de Valores dos Estados Unidos, a maior e mais famosa Bolsa do mundo. Então, temos que aproveitar a dianteira do mercado. 

Pensando nisso, vamos citar o mais popular ETF de criptomoedas, e que você pode comprar hoje mesmo diretamente no home broker de sua corretora de investimentos sem grandes dificuldades!

Desse modo, ao falar de popularidade, o grande nome é o HASH11! O ETF “nasceu” na Bolsa de Valores em abril do ano passado, e rapidamente ganhou espaço entre os amantes das criptomoedas. Afinal, hoje o HASH11 é o segundo fundo de investimentos com mais cotistas da B3! O fundo ganhou fama por fornecer uma entrada facilitada a uma gama de criptomoedas, como o Bitcoin (BTC), Ethereum (ETH), Litecoin (LTC), Chainlink (LINK), Bitcoin Cash (BCH), Uniswap (UNI), Stellar (XLM), Filecoin (FIL).

Portanto, o fundo oferece para seus investidores, uma maneira prática e rápida para alocar recursos em criptomoedas, além de manter certa “segurança” para os cotistas, considerando que a gestão está nas mãos de gestores qualificados.

Contudo, o HASH11 não é o único ETF de criptomoedas da B3! Existem uma variedade de fundos focados em criptomoedas, além de tecnologias blockchain, como fundos focados em Defi! Não deixe de clicar aqui para conferir mais opções.

Autor: Leonardo Bruno, graduando em Ciências Econômicas, e colaborador do Guia do Investidor.

Linkedin: Leonardo Bruno | LinkedIn

Comentários