Powered by Rock Convert

Ideias inovadoras não faltam nesta contemporaneidade totalmente globalizada em que vivemos. Porém, muitas delas não saem do papel por falta de investimento.

É por essas e outras razões que muitos empreendedores buscam alternativas como  empréstimo para obter capital.

Há diversas categorias de empréstimo, cada uma com suas taxas, juros e tipo de público. Entre elas, destacamos o crowdfunding, também conhecido por “financiamento coletivo”, que tem se tornado preferência de muitos na hora de alavancar o negócio.

A seguir, você fica sabendo um pouco mais de cada modalidade e porquê o crowdfunding merece destaque.

Qual escolher?

Cheque especial

Considerada uma modalidade de risco, o cheque especial possui juros altos e o uso é recomendável apenas em casos de emergência ou para cobrir custos.

Esta opção de crédito se popularizou porque, baseado em suas movimentações, o banco deixa disponível uma quantidade de dinheiro para que o cliente use quando precisar e de forma automática. No entanto, em 2017, os juros chegaram a 13,56%.

Capital de giro

Concedida para financiar operações do dia a dia da empresa, as linhas de capital de giro são específicas de cada banco e para cada tipo de atividade que a empresa exerce.

As taxas de juros com prazo de até 365 dias costumam girar em torno de 1,49% a 2,38% ao mês.

Cartão BNDES

Com juros extremamente baixos em relação às outras modalidades, o pagamento é permitido em até 48x.

O ideal desta opção de crédito é utilizá-la para adquirir bens móveis ou para abrir sua empresa.

Empréstimo coletivo

Conhecido por ser menos burocrático e não precisar de nenhuma instituição financeira, o empréstimo coletivo também é chamado de “peer-to-peer lending” e traz juros menores.

Mas lembre-se: é necessário que o empréstimo seja realizado de maneira segura, utilizando uma plataforma séria e responsável e que torne o processo mais simples. Faça um empréstimo coletivo apenas com pessoas confiáveis.

Microcrédito

Direcionado aos pequenos negócios, o microcrédito oferece valores bem inferiores, as garantias são mais simples e as taxas de juros são pequenas.

Os prazos de liberação variam de instituição para instituição e os agentes fazem uma avaliação no local para determinar as condições de pagamento baseadas com as atividades produtivas da empresa.

A opção mais promissora: o Crowdfunding

Chamado um tempo atrás de “financiamento coletivo”, o crowdfunding funciona da seguinte maneira: um indivíduo ou grupo de pessoas se dispõe a colaborar no projeto de alguém, arrecadando uma quantia em dinheiro.

É utilizado para qualquer tipo de negócio, seja ele cultural, de educação, saúde ou tecnologia. Se você já é um empreendedor e só precisa aumentar seu capital, o crowdfunding também é uma ótima opção, não apenas para quem está começando.

A divulgação massiva é de extrema importância nessa modalidade. Normalmente, a melhor forma de controlar o processo é através de plataformas como Catarse, Kickante e Benfeitoria. Para receber fundos nessas plataformas, o projeto precisa ser inovador e conter informações como o valor mínimo de que necessita e o prazo para angariar.

Aspectos do crowdfunding

Quanto à sua recorrência, algumas campanhas têm foco em doações únicas, para alavancar o início do projeto. Já as campanhas de doações contínuas são feitas periodicamente, para empresas que já lançaram seu projeto, mas precisam mantê-lo.

Há ainda a opção flexível, quando o criador do projeto cria uma meta de arrecadação e mesmo que não a alcance, fica com a quantia. Diferente da tudo-ou-nada, que se a meta não for alcançada, a quantia é devolvida aos colaboradores.

Campanhas existentes

  • Doação (sem recompensa): geralmente realizada por instituições de caridade e outros grupos que apoiam causas sociais.
  • Recompensa: os criadores do projeto oferecem brindes e outros tipos de recompensas para os colaboradores.
  • Equity Crowdfunding: mais do que contribuintes, os colaboradores são vistos como investidores, pois espera-se obter lucro com o projeto.
  • Debt Crowdfunding: o valor da doação é devolvido, com juros adicionados.

Vantagens e desvantagens

Como toda categoria de crédito, o crowdfunding possui seus prós e contras. Confira:

Vantagens

  • Ter uma base disponível para financiar e compartilhar o projeto
  • Publicar e divulgar online de forma imediata
  • Permitir que qualquer pessoa invista

Desvantagens

  • Pode não ser eficaz para projetos que necessitem de grandes investimentos
  • É comum que as verbas não sejam suficientes a longo prazo
  • Atentar-se a riscos de plágio e fraude

Formas alternativas

Investidor anjo

Sua maioria é composta por empreendedores de sucesso que vêem oportunidade de lucrar ainda mais com empresas de alto potencial.

Eles não assumem uma posição dentro da empresa, mas podem atuar como mentores, contribuindo para sua experiência profissional.

Fundos de capital de risco

Um pouco parecido com a lógica dos investidores anjo, os fundos de capital de risco são usados apenas para lucrar com o futuro de uma empresa

Quando a empresa atinge o patamar esperado, o investidor retira sua parte e busca outras oportunidades.

Aceleradoras

Através de competições, instituições privadas selecionam as melhores startups para investir. Mas não apenas isso.

As instituições servirão como mentores, orientando em decisões e fazendo o contato com parceiros e outros investidores.

Modalidade de empréstimo Para quem Taxa de juros
Cheque especial Pessoa física e jurídica 12,60% a 15,43% ao mês
Capital de giro Pessoa jurídica 1,40% a 3,39% ao mês
Cartão BNDES Pessoa jurídica 1,35% ao mês
Empréstimo coletivo Pessoa jurídica a partir de 1,3% ao mês
Microcrédito Pessoa física e jurídica 2% a 4% ao mês
Crowdfunding Pessoa física e jurídica comissão de 5% a 10% para a plataforma

Quero pegar o empréstimo! Onde?

Da mesma maneira que existem diversos serviços de empréstimo, existem diversos bancos, financiadoras, onlines ou físicas. Está interessado no Empréstimo empresarial? Veja qual o melhor banco(lugar) para fazer. Leia: Procurando empréstimo empresarial? Qual o melhor banco?

O melhor para você

Saiba tudo sobre a contratação de empréstimo por pequenas empresas: Empréstimos mais comuns, estratégias e primeiros passos!

Conhece os empréstimos sem garantias? É possível? Influencia no valor? Leia: Empréstimo Empresarial sem garantia

Os diferentes tipos de empréstimos tem vantagens e desvantagens. É importante conhecer todos para tomar a melhor decisão para você e sua empresa. E lembrando: fique sempre de olho na taxa de juros e no CET (custo efetivo total) para saber qual opção é a mais barata!

Powered by Rock Convert

Escrever comentário

Shares