Nosso bolso pode estar um tanto quanto vazio; em compensação, a nossa criatividade está a todo gás. Vamos aproveitá-la, então. 

Sobretudo neste momento da vida, em que estamos lutando para superar tantos desafios, a renovação de decoração da casa pode ser uma boa válvula de escape para os sentimentos ruins. Vamos nos alegrar mudando o astral dos ambientes. O texto a seguir irá lhe provar que não se precisa de muito para transformar.

Igor Miyahara https://www.vivadecora.com.br/foto/139210/varanda-com-plantar-e-jardim-vertical-de-pallet

Como a troca de poucos elementos muda completamente a percepção dos ambientes?

Uma composição de ambientes mais simples deve contar com poucos elementos. E quanto menor a quantidade de móveis dentro de casa, mais os cômodos tendem a parecer vazios e sem graça, além de menos acolhedores e confortáveis. 

Quer saber algo que ajuda? É dar pequenos toques de cor e textura ao cenário. A cada nova fase da vida ou estação, você pode buscar um tema diferente e usar ornamentos para retratá-lo. 

Pequenos arranjos e almofadas na paleta de cores da temporada é uma boa ideia e fácil de ser utilizada, sem que seja necessário muitas despesas. O efeito sobre o astral do ambiente é imediato. Também indicamos você tentar expor como decoração aqueles pertences que já possui, preferencialmente com formatos, cores e estampas interessantes – como, por exemplo, livros, brinquedos, caixinhas, canecas e mais. 

Há outras ideias em conta para a transformação de ambientes que podem lhe exigir um pouco mais de dinheiro. Em primeiro lugar a utilização de tintas, tanto para colorir paredes quanto para dar cara nova a móveis velhos da casa. 

A técnica da pátina, por exemplo, ajuda a transformar peças antigas, mas sem tirar delas aquele visual clássico que tanto admiramos. Outras opções são encapar com papel, adesivo ou tecido.

Mallemont Arquitetura https://www.vivadecora.com.br/foto/23283/outros-ambientes

Buji Decoração Reuso https://www.vivadecora.com.br/foto/67045/papel-de-parede-moderno-e-tapete-com-tecido-branco

Buji Decoração Reuso https://www.vivadecora.com.br/foto/66939/parede-verde-no-quarto-com-cores-neutras

Como o reuso ou o reaproveitamento de materiais ajuda na decoração da casa?

Sabe aquele resto de madeiras, blocos de construção, pallets e vergalhões de metal que sobraram da última construção ou reforma da sua casa? E aqueles móveis que você pensava em descartar de algum ambiente? 

Calma, não jogue essas coisas fora antes de avaliar as possibilidades que elas possam oferecer para a criação de uma nova decoração para o seu imóvel.

Sabia que, às vezes, apenas uma troca de localização de um objeto, sendo transferido de um ponto para outro, pode nos fazer sentir a casa de um jeito diferente? É como tirar um colar do pescoço e enrolá-lo no braço, formando um bracelete. 

Na decoração, chamamos uma atitude assim de ‘reuso’, ou seja, dar novo uso para uma peça. A exemplo, um aparador utilizado como escrivaninha ou penteadeira.

Também podemos fazer a reciclagem de materiais para a criação de novas peças de design. E ainda há a nova tendência do upcycle. Já ouviu falar? 

Seria como juntar várias coisas consideradas de pouco valor ou inúteis para a criação de novos objetos, inclusive móveis para casa. A diferença, nesse caso, é que as peças desenvolvidas apresentam um design único, totalmente diferente de tudo que estamos acostumados a encontrar nas lojas.

Jéssika Martins | Design de Interiores https://www.vivadecora.com.br/foto/153116/sala-sustentavel-com-parede-verde

Buji Decoração Reuso https://www.vivadecora.com.br/foto/67083/cadeira-azul-turquesa

Viva Decora https://www.vivadecora.com.br/foto/13222/home-office-despojado-e-reciclado

Como objetos de baixo custo podem causar grandes efeitos visuais?

Às vezes, olhamos para objetos vendidos nas lojas e desconsideramos, logo de cara, aqueles itens de baixo valor. Mas por quê? 

Não devemos avaliar o potencial das peças conforme o seu valor monetário. Aliás, o valor de uma peça artística é muito difícil de ser precisada. Podemos ver em museus pilhas de sucatas leiloadas por milhões; e em uma praça uma linda pintura de paisagem sendo vendida apenas a dezenas de reais.

Como avaliar o que é bom para uma decoração, então? Bem, você precisa entender o que tem a ver com a sua personalidade e o que poderia valorizar a sua casa como forma, cor, textura e reflexo. O que pode fazer os ambientes mais alegres? Amplos? Com um visual mais sóbrio e sofisticado ou colorido e despojado? O que retrataria bem meus hobbies, conquistas, momentos felizes ou estilos que admiro?

As respostas para estas perguntas podem lhe surpreender. De repente, você descobrirá que quadrinhos baratos, itens herdados, objetos garimpados, artefatos feitos de modo artesanal e até elementos colhidos na natureza – como pedras e galhos – são suficientes. Visualize em sua mente e, depois, coloque no papel o seu plano. O passo seguinte é adaptar o que está ao seu alcance para chegar o mais perto do resultado desejado.

Em certas situações, vale apostar em materiais fake também. São exemplos: piso vinílico imitando madeira, flores artificiais, peles sintéticas, falso tijolinho feito com carimbos de tinta, falso papel de parede feito com tinta e estêncil, entre outras ideias. Seja criativo e prove que, mesmo em momentos de crise, ainda é possível sonhar e realizar. 

Buji Decoração Reuso https://www.vivadecora.com.br/foto/67242/home-office-com-quadro-com-frase

Buji Decoração Reuso https://www.vivadecora.com.br/foto/67225/sofa-cinza

Mallemont Arquitetura https://www.vivadecora.com.br/foto/23282/outros-ambientes

Arquitetando Ideias https://www.vivadecora.com.br/foto/6976/bancada-de-madeira-rustica-e-quadro-decorativo

Viu como a criatividade ajuda a superar qualquer dificuldade? Vamos lá, deixe sua casa mais bonita sem que isso pese no seu bolso!

Essas dicas de decoração foram criadas pela equipe Viva Decora.

Comentários