Powered by Rock Convert

Em tempos de crise, esse é um cenário muito comum: gasta-se um pouco a mais e, seja por qualquer motivo, não se pode pagar a despesa. Então, para não ter problemas com crédito, a saída é renegociar a dívida.

Antes do desespero, é necessário solucionar o problema.

É possível obter algumas vantagens no momento de um acordo sobre o pagamento dos débitos. A seguir, você confere algumas dicas que vão te auxiliar a liquidar suas dívidas e não ter mais dores de cabeça.

Verifique o valor da dívida e o quanto pode pagar

Saber exatamente o quanto se deve e o valor que se pode pagar é imprescindível para renegociar sua dívida de forma efetiva.

Se você desconhece o valor exato de quanto está devendo, verifique junto aos credores. Em seguida, faça um planejamento e veja o montante que pode ser pago por mês, sem ter que atrasar parcelas novamente.

Faça sua proposta

Apresente sua proposta diretamente ao credor.

Em algumas ocasiões, o credor pode não estar disponível tão facilmente, principalmente em grandes empresas. Tente falar com o setor responsável e marcar um horário. Se não for possível, tente resolver por telefone ou por e-mail.

Evidentemente, a proposta pode ou não ser aceita, podendo ainda haver uma contraproposta. Neste caso, analise se essa nova oferta pode ser cumprida.

Barganhe os juros

Na hora de renegociar a dívida, este é um aspecto no qual se pode ter um bom desconto. Nunca aceite a primeira oferta proposta pelo credor. Tente obter juros mais baixos, diminuindo, assim, o valor do débito.

Priorize serviços essenciais e juros mais altos

Em caso de mais de um credor para renegociar dívidas, veja quais deles precisam ser quitados primeiro. Serviços que correm o risco de corte de fornecimento, como: água, luz e telefone, merecem prioridade. Cartões de crédito e cheque especial, que têm juros mais altos, também precisam ser negociados antes.

Vai quitar à vista? Exija desconto

Quitar à vista ou com poucas parcelas são opções que valem a pena quando se for renegociar uma dívida. Os juros podem ser cortados até pelo valor total. Isso porque, para o credor, receber o montante de uma vez só é bem mais interessante do que fazê-lo em parcelas e ter o risco de uma nova inadimplência.

É mais difícil quitar um saldo devedor dessa maneira, mas, se você tem economias ou valores a receber de FGTS, 13º salário ou férias, é uma boa alternativa.

Atente-se às cobranças indevidas

Cuidado com cobranças inadequadas que os credores podem fazer durante a renegociação da dívida. Supostas despesas com a cobrança da dívida, por exemplo, não devem ser cobradas.

Ameaças como perda de bens ou descontos no salário também não podem fazer parte do débito. As únicas taxas permitidas são uma multa de 2% do valor da dívida e juros de 1% ao mês.

Renegociar dívida primeiro, depois investir

Se você tem algum tipo de investimento, use-o para quitar seu saldo devedor. As taxas de juros de uma dívida são, normalmente, maiores do que as de um investimento.

Portanto, se você tem uma despesa a ser quitada, resolve isso primeiro e, em seguida, escolha o melhor investimento.

Exija a remoção do seu nome nos órgãos de proteção ao crédito

Logo após a renegociação da dívida, no pagamento da primeira parcela, o nome do devedor já pode ser retirado do SCPC e Serasa. Desta forma, ele já terá condições de abrir uma conta bancária, por exemplo, ou fazer novos financiamentos.

Contudo, não adianta ter créditos novamente e entrar em outras dívidas. É necessário ter discernimento e gastar de acordo com a sua renda.

Mude o financiamento

Uma boa sugestão, em caso de não haver acerto diretamente com o credor, é mudar o financiamento. Isso significa que você pode quitar a sua dívida com verba proveniente de um outro empréstimo com juros menores.

Nesse caso, você continua com débitos, com a vantagem de pagar um valor menor e ainda ter o seu nome excluído dos órgãos de proteção ao crédito.

Uma outra saída é a portabilidade. Encontrando um banco que aceite renegociar a dívida com juros menores, é possível transferir o débito para esta instituição.

Uma empresa bem bacana que trabalha com leilões de dívida e auxilia o consumidor com a portabilidade da mesma é a Portfy.

Saiba mais detalhes sobre seu financiamento

Antes de renegociar sua dívida, procure o PROCON. Lá, você pode obter mais informações sobre o contrato do financiamento, verificando se há cláusulas abusivas e tópicos que podem ser reclamados, diminuindo, assim, o valor do débito.

Participe de mutirões de renegociação de dívidas

Os mutirões de renegociação de dívidas são excelentes oportunidades para quitar débitos e tirar seu nome dos órgãos de proteção ao crédito.

Os PROCONs de todo o Brasil realizam, em datas predeterminadas, mutirões nos quais o devedor pode renegociar sua dívida diretamente com o credor. Nessas datas, são dadas condições especiais, para que a finalidade do evento seja alcançada: a quitação do maior número de débitos possível.

Uma vantagem desses mutirões, talvez a maior delas, é que os credores fazem uma quitação coletiva de débitos, oferecendo vantagens aos devedores que seriam impossíveis em casos individuais.

Após renegociar a dívida, algo muito importante: use seu dinheiro com responsabilidade, para que novos débitos não surjam.

Uma nova solução online pode facilitar todo esse processo

Uma empresa que pode te ajudar nisso é a AcertoA proposta deles é fazer esse trabalho de renegociação de dívidas todo por você, online e gratuitamente. Nascidos em Minas Gerais, eles possuem parceria com a Câmara de Dirigentes Lojistas (dona do SCPC), e estão expandindo sua atuação por todo o Brasil.

Lá você pode conferir a situação do seu CPF e propor a renegociação das dívidas.

Sair do vermelho é possível!

Após a quitação, faça uma reserva de emergência! Aqui no nosso blog você tem dicas preciosas de como fazer isso (clique aqui). Poupar uma quantia mensal ajuda bastante nos momentos de maior aperto financeiro, como perda de emprego ou quando é necessário ter gastos que não estavam previstos.

Para saber mais sobre como usar o seu dinheiro de modo conveniente, não deixe de ler nossos textos. Comente e, se tiver alguma dúvida, entre em contato conosco.

Powered by Rock Convert

Escrever comentário

Shares