Powered by Rock Convert

Já falamos aqui no blog sobre a importância da poupança e como ela pode melhorar a sua vida no futuro. Hoje, vou começar a dar as primeiras dicas para montar a sua poupança. Mais especificamente, falaremos da chamada reserva de emergência!

Mas antes, eu vou te contar um segredo. Não existe uma regra bem definida para montar a sua poupança, na verdade o ideal é que cada pessoa defina bem suas próprias metas antes de começar a poupar.

Mas como assim?

Vou explicar. Você pode colocar o seu dinheiro em diferentes lugares. Dependendo de onde você aplicar, vai ter retornos e obrigações diferentes. O ideal é que você possa, com o tempo, ir diversificando os seus investimentos (isso diminui o seu risco!).

Mas como diversificar? Onde colocar? O que eu faço? Como assim?

Calma, é bem simples. Primeiro você deve sentar e pensar nos seus objetivos.

Pense no que você quer alcançar quando poupa. É uma boa aposentadoria no futuro? Um carro novo? Uma viagem?

Você pode ter uma infinidade de objetivos. Porém, de uma forma geral, eles se dividem em três categorias:

1 – Reserva de Emergência

2 – Aposentadoria

3 – Sonhos e Metas

Hoje, vou dar algumas dicas sobre a primeira categoria, a “reserva de emergência”.

Reserva de Emergência? Pra quê isso?

Bom, se o nome já não te convenceu, aqui vão algumas vantagens de ter essa reserva.

Ter uma graninha guardada de reserva pode evitar que você entre no rotativo do cartão de crédito caso tenha gastado demais no mês.

Ela pode evitar que você tenha que pegar um empréstimo para cumprir alguma obrigação que faltou.

Ela também pode te dar segurança durante um tempinho caso você fique desempregado.

Basicamente, ela serve como um colchão. Se você tiver algum problema, esta reserva vai estar lá para te dar um conforto e segurança.

Então como é que eu faço?

Essa reserva de emergência pode ser feita em diversos lugares, o importante é que você possa sacar esse dinheiro no mesmo dia, ou no máximo no dia seguinte. Afinal, ela é destinada a emergências e a gente nunca sabe quando uma vai surgir.

Seguindo essa linha, então, onde é o lugar ideal para se colocar esse dinheiro?

A resposta é a famosa: RENDA FIXA! Existem diversas opções disponíveis na renda fixa. Estas podem ser a própria caderneta de poupança, fundos de renda fixa no seu banco e… O MARAVILHOSO TESOURO DIRETO!

Com certeza no seu banco terão alguns fundos de investimento de renda fixa disponíveis para você, mesmo que a sua conta seja a mais simples.

O ideal é você sentar para olhar todas estas opções e pensar com calma. Pode ser sozinho ou com o seu gerente, ou com algum amigo seu que seja mais familiarizado com o assunto.

Por quê Renda Fixa?

Porque ela vai te permitir um bom retorno e um risco muito baixo. Basicamente, para uma Reserva de Emergência temos que buscar investimentos que tenham:

1 – Uma rentabilidade similar a da taxa de juros SELIC

2 – Poucas taxas

3 – Liberdade para sacar esse dinheiro em no máximo, 1 dia

4 – Pouco Risco

Por isso é provável que você encontre isso no seu próprio banco.

Você ainda pode dividir a sua reserva (ela não precisa ficar toda em um lugar só!).

Pode deixar uma parte no seu próprio banco, pois assim você poderá sacar este valor no mesmo dia. Além disso, pode deixar a outra parte investida no Tesouro Direto. Lá você provavelmente vai ver o seu dinheiro render mais, mas também só poderá ter este valor em mãos no dia seguinte.

A minha reserva, por exemplo, fica no Tesouro Direto e no próprio Itaú.

No banco ela fica num fundo chamado “ITAU RF SIMPLES”. Ele está disponível até para as contas mais simples (a minha, que é iConta!) e segue, em linhas gerais, as características descritas acima.

Mas cuidado!

Quando for investir, cuidado com as ciladas! Fuja da Caderneta de Poupança e de fundos que sorteiam algum prêmio.

Estes fundos, normalmente, vão fazer você perder dinheiro, e não é isso que queremos.

Beleza, achei tudo! E agora?

Beleza, a parte mais difícil já foi. E nem foi tão difícil assim! Agora o que temos que fazer é colocar o dinheiro lá. Mas quanto?

O ideal é que você consiga acumular entre três e seis salários que você recebe.

Leia: Como conseguir poupar ganhando pouco?

Mas isso não quer dizer que você precise depositar esse valor! Você pode (e deve!) começar com o mínimo que puder. Vá depositando um pouco todo mês até chegar neste valor. Enquanto isso, essa quantia já vai estar lhe rendendo alguns juros.

Tem conta no Bradesco? Conhece o ”Poupa Troco do Bradesco?” Leia!

Quando for pagar suas contas, não se esqueça de se pagar também! O seu “eu” do futuro lhe agradece.

Aprenda a sair do vermelho e se tornar um poupador!

Quer poupar mas gasta muito com transporte? Leia: 5 Passos para poupar dinheiro com transporte!

Ficou com alguma dúvida? Algo não ficou claro? Tem alguma sugestão? Ou ainda, achou um fundo, mas ta na dúvida se ele é o certo para a sua Reserva? Ta na dúvida sobre como usar o Tesouro Direto!? NÃO TEMA! COM O JUROS BAIXOS NÃO HÁ PROBLEMA! Comente aqui embaixo, ou fale conosco pela nossa página no facebook! Vamos estar felizes em ajudar!

[starbox]

Powered by Rock Convert
Author

Economista pela Fundação Getulio Vargas do Rio de Janeiro, possui certificação CPA-20 pela ANBIMA e já trabalhou no mercado financeiro. Adora temas relacionados a poupança/investimento, educação e desenvolvimento econômico. Faz parte da equipe de redação do Juros Baixos.

1 Comment

  1. Pingback: Dicas para renegociar dívida: saia do vermelho! - Área de conhecimento

Escrever comentário

Shares