Powered by Rock Convert

O termo “startup” tem sido muito utilizado atualmente devido às tendências econômicas e empresariais. Sendo assim, é importante entender o que é uma startup e seus diferentes tipos.

Cada vez mais se fala em empreender, por isso há tanto conteúdo disponível a respeito. São muitas as razões que levam alguém a abrir ou investir em um negócio, e conhecer essas razões ajuda a ter noção de onde se quer chegar e como.

O que é startup?

O termo startup se relaciona, de maneira geral, a um tipo de empresa jovem no mercado marcada por características como inovação e destaque. Esse tipo de empresa normalmente não nasce para ser apenas mais uma, mas para abrir precedentes.

As diferenças apontadas entre os tipos de startup se devem a várias razões – fatores econômicos, sociais, contextuais, entre outros. Veja a seguir 6 tipos de startup e saiba identificar sua empresa.

Lifestyle startup

O título em inglês já diz: o estilo de vida é a parte mais importante da empresa – um surfista que ganha sua renda dando aulas de surfe ou uma artista que oferece aulas de pintura são alguns exemplos.

Deixando os lucros um pouco de lado, aqui o foco é manter a paixão em evidência, fazer o que gosta, realizar os sonhos. O combustível para os empreendedores das lifestyle startups é justamente o amor por seu trabalho e pelos frutos dele.

Small business startup

A small business é provavelmente o tipo mais popular de startup. Pequenas mercearias e salões de beleza são exemplos – seu conceito e execução são relativamente mais simples, visto que seu objetivo é, muitas vezes, apenas conseguir o sustento.

É possível ver e reconhecer esse modelo em praticamente qualquer lugar, pois se trata de um negócio pequeno, sem grandes ambições, gerenciado por alguém com conhecimentos básicos de administração e empreendedorismo. Apesar disso, essas pequenas empresas são responsáveis por movimentar boa parte da economia de suas regiões.

Social startup

Tipo de empresa distinto, uma social startup tem como característica marcante melhorar o ambiente e a vida das pessoas ao seu redor. Esse objetivo pode ser alcançado com ou sem fins lucrativos, mas o que se destaca é seu impacto positivo. Podemos citar como exemplo as empresas responsáveis pelo desenvolvimento de aplicativos como o SmartMEI e o QueroBolsa.

Interessante notar que empreendedores de social startups não são muito diferentes dos outros – eles também são movidos por ambições, desejos e paixão pelo que fazem, além de serem igualmente determinados a atingir seus objetivos.

Powered by Rock Convert

Buyable startup

O destaque nessas empresas são as grandes ideias. Novidades inteligentes, revolucionárias e lucrativas chamam a atenção de investidores, tanto no planejamento quanto ao longo do desenvolvimento e também depois de lançadas. O mercado de apps e jogos mobile é recheado de buyable startups, contando com a adição regular de novos aplicativos promissores.

O investimento e a gestão financeira podem ficar por parte de terceiros, como quando há crowdfunding ou investidores anjos. O foco é conseguir recursos para agregar valor à ideia, seja por meio de um grande salto na qualidade ou conquista de popularidade, de modo a tornar projeto economicamente interessante.

Scalable startup

Empresas pensadas e concebidas visando inovação e ganhos milionários, como o Google e o Facebook. Para tanto, é necessário pessoal qualificado e uma boa quantidade de investimentos. Esses recursos são direcionados para o alvo de desenvolver um modelo replicável e lucrativo de negócios.

O título scalable se aplica a startups cujo um dos principais interesses é atrair investidores para injetar capital de risco, elevando a produtividade, a qualidade e o ganho financeiro da empresa. Almeja-se então converter o sucesso em ações valiosas na bolsa, levando a prosperidade do negócio a outro patamar.

Large company startup

Essas startups, como a LG e a Unilever, contam com negócios sólidos, profissionais reconhecidos, experiência e sucesso financeiro. Ao longo de sua existência, empresas desse tipo tentam de vários modos sobreviver a momentos difíceis e buscar estabilidade.

Por quê, então, existe o termo large company startup? Porque essas empresas necessitam de inovações em sua estrutura, sua organização e modelo de negócio para conseguir evoluir e ter espaço no mercado atual.

Claramente, uma única mudança maior ou menores mudanças esporádicas não são o suficiente para proteger grandes empresas da poderosa influência das tendências do mercado e da competição com milhares de outras empresas de diferentes perfis. Hoje, o ritmo da economia exige evoluções constantes para evitar perdas e fracasso.

É importante saber em qual definição sua empresa se encaixa pois isso ajudará a nivelar as perspectivas, planejar investimentos e diagnosticar problemas, possibilitando soluções eficazes.

No mercado há espaço para cada um dos tipos de startup, além de diferentes oportunidades de crescimento e expansão. Mas não se pode ignorar os riscos na hora de planejar e investir, por isso deve-se pesquisar amplamente sobre o negócio e certificar-se de ter o necessário para levá-lo adiante antes de dar qualquer passo.

Achou o artigo útil? Tem alguma dica para novos empreendedores? Fale para nós na seção de comentários!

Powered by Rock Convert

Escrever comentário