Powered by Rock Convert

Poupando e se planejando você pode conseguir muita coisa. De depósito em depósito sua conta enche o saldo.

Está interessado no serviço da poupança, mas não sabe exatamente o que ela é ou como funciona? Leia este artigo completo!

Planejamento e poupança ajudam você a realizar sonhos.

Por que poupar?

Seja para comprar aquele laptop novo, fazer aquela viagem ou até mesmo comprar um carro, se você fizer um planejamento correto e tiver disciplina você pode chegar lá.

Fazer uma poupança para realizar um sonho ou até mesmo para uma reserva de emergência é fundamental.

Mas como saber quanto tempo devo poupar e qual valor devo guardar todo mês?

  • Para responder esta questão existe o simulador de poupança.

É importante esclarecer: por poupança estamos nos referindo ao dinheiro aplicado em qualquer investimento, incluindo a tradicional Caderneta de Poupança.

  1. Para fazer uma simulação você precisa, em primeiro lugar, do valor inicial aplicado.

Este valor é o que você irá utilizar para iniciar o investimento. Em alguns investimentos pode ser um valor alto – algo como R$ 10.000,00 – em outros como a Caderneta de Poupança, pode ser em torno de R$ 50,00.

2. Depois, você precisa definir quanto será depositado mensalmente (ou outro período).

3. Por fim, você precisa saber da taxa de juros que irá remunerar o dinheiro aplicado e por quanto tempo você irá aplicar esse dinheiro.

Simulando a poupança

Por exemplo, você tem R$1.000,00 e decide aplicar, além deste valor, R$ 100,00 todo mês e escolhe um investimento com taxa de 1% ao ano. Utilizado um simulador, ficaria assim:

Valor inicial: R$ 1.000,00   Quanto vai poupar? R$ 100,00       Período: Mensal

Rentabilidade anual: 1%   Por quantos anos? 1

Powered by Rock Convert

Sim, uma taxa de 1% ao ano é uma taxa baixa. Calma. É apenas um exemplo. O importante é que você conheça as variáveis necessárias para utilizar um simulador de poupança.

Como e onde poupar?

O rendimento de um investimento varia muito.

Quanto mais arriscado maior o ganho, esta costuma ser a regra.

Se você investe em ações, vai ter um rendimento maior que o do CDB, porém, o risco também é maior.

Antes de aplicar você deve se informar sobre as exigências, prazos, carências e tributação. A caderneta de poupança, por exemplo, é isenta de impostos enquanto em outras aplicações há incidência de imposto de renda (IR).

Você deve definir qual o seu perfil de investidor: conservador, moderado ou agressivo.

  1. O perfil conservador não quer correr riscos e aplicar em investimentos como CDB, Poupança e Tesouro Direto.
  2. O perfil moderado aceita correr algum risco como Fundos de Renda Fixa, Fundos Multimercado, LCI e LCA.
  3. Já o perfil agressivo aceita correr risco em troca de um rendimento mais em alto e, de preferência, em curto prazo. Por isso, prefere investimento como Ações, Opções e Debêntures.

Além do simulador de poupança, também existem ferramentas que mostram qual o seu perfil de investidor. São feitas algumas perguntas, um questionário, que indica quais os tipos de investimento mais indicados para você.

A Caderneta de Poupança é uma forma de investimento tradicional e muito popular.

A caderneta de poupança?

Embora não tenha taxas muito atrativas a Poupança é um investimento seguro, de baixíssimo risco.

Os bancos não costumam cobrar taxa de manutenção mensal, até porque estas contas não dão direito a cheque, limite de crédito (cheque especial) ou cartões de crédito.

De acordo com o Banco Central, os bancos não podem cobrar tarifas sobre serviços essenciais, que são:

  • Fornecimento de cartão com função movimentação;
  • Fornecimento de segunda via do cartão, exceto nos casos de pedidos de reposição formulados pelo correntista, decorrentes de perda, roubo, furto, danificação e outros motivos não imputáveis à instituição emitente;
  • Realização de até dois saques, por mês, em guichê de caixa ou em terminal de autoatendimento;
  • Realização de até duas transferências, por mês, para conta de depósitos de mesma titularidade;
  • Fornecimento de até dois extratos, por mês, contendo a movimentação dos últimos trinta dias;
  • Realização de consultas mediante utilização da internet;
  • Fornecimento, até 28 de fevereiro de cada ano, do extrato consolidado, discriminando, mês a mês, os valores cobrados no ano anterior relativos a tarifas; e
  • Prestação de qualquer serviço por meios eletrônicos, no caso de contas cujos contratos prevejam utilizar exclusivamente meios eletrônicos.

Além disso, o rendimento da Poupança está isento de IR.

A rentabilidade da poupança é calculada de acordo com Taxa Referencial (TR), que é uma taxa atualizada diariamente pelo Banco Central e que serve de base para vários investimentos. Também é utilizada a Taxa Selic, que é taxa de juros básica da economia do país.

Powered by Rock Convert

Escrever comentário