O controle financeiro de uma empresa requer muita atenção e cuidados, de preferência, de alguém capacitado para lidar com essa área de atuação tão complexa. O que mais vemos por aí são empresários que não se dão conta que gerenciar uma empresa não é exatamente fácil.

Muitos ainda buscam capacitação da parte financeira, ao invés de optar pela contratação de um profissional, isso gera um ponto positivo e um negativo na empresa. O positivo é a economia de dinheiro e o negativo é a inexperiência do empresário em lidar com o controle financeiro.

Mas, felizmente, posso ajudar um pouco todos que estão buscando esse conhecimento. Vou mostrar como ter o controle financeiro da sua empresa, os desafios da área e como resolver de vez esse problema, vamos lá?

Vida profissional e pessoal

Muitos empresários caem de paraquedas na área de controle financeiro da empresa que acabou de fundar e, essa chegada nova gera confusões que podem levar a complicações quando se entrelaçam a vida financeira pessoal com a empresarial.

Vamos começar por separar essas duas coisas, a parte financeira pessoal não tem nada a ver com a empresarial, sendo assim, tentar fazer as duas ao mesmo tempo somente servirá para deixá-lo mais confuso.

Nessa parte o maior perigo é se ver em meio a uma bagunça, quando o que queremos é a organização e a margem de erro no financeiro da empresa no mercado não é das melhores nem costuma existir.

Primeiro separamos as vidas, agora, conseguimos começar a organização das finanças da empresa. Com o setor financeiro organizado, pode ser relativamente simples começar a levantar os gastos e ganhos da empresa, observar os investimentos, as saídas monetárias e o lucro mensal.

Com isso você vai conseguir dar conta dessas tarefas simples. Deixe a parte pessoal para quando estiver em casa.

As contas, vilões dos pequenos empresários

Isso não é uma HQ, por tanto, os vilões que enfrentamos não são pessoas com super habilidades, mas sim, as contas. Os juros podem fazer sua empresa começar a beirar a margem vermelha. Evitar isso é importante.

A busca pelos melhores resultados que garantam sempre que a empresa tenha lucros mensais e fique com saldo positivo visa impedir o acúmulo de contas e juros, por esse motivo, estar sempre de olho nas restrições de prazo, vencimento das dívidas e datas de recebimento vão garantir resultados promissores nesse quesito.

O fluxo de caixa é parte importante do controle financeiro da sua empresa, tendo esse conhecimento pode-se estabelecer metas por prazo, sendo essa a melhor forma de lidar com as dívidas sem gerar confusões.

Por exemplo, identificando as dívidas de curto, médio e longo prazo, garantindo a existência de valores para a quitação das mesmas sem que gerem juros de vencimento.

Investimento, fornecedores e negociações

Três pontos de grande importância no controle financeiro da sua empresa, o primeiro deles diz respeito ao investimento que você adiciona a sua empresa, seja por qualquer motivo, desde expansão de setores a criação de um novo.

Nessa parte envolve-se muito a saúde financeira do seu negócio, por tanto, a melhor coisa a se fazer é definir um orçamento fixo anual, esse é como se fosse o teto de gastos que você fará nesse setor.

Antes disso deve haver um controle organizado e o cálculo dos valores a serem gastos, pense nisso como um gasto fixo para aquele setor continuar operando. Já tendo esse valor estabelecido, pode-se dizer que a saúde financeira está bem protegida.

Os fornecedores vêm em seguida, representando um problema que pode acarretar em problemas impactantes para diversas áreas da empresa, falta de componentes chaves, maquinário, matéria prima, etc.

Isso não só afeta a parte financeira, mas, pode paralisar toda a empresa, uma vez que são fornecedores distintos que fornecem tudo que a empresa necessita para funcionar. Sei que é uma área onde a gestão é quem mais atua, mantendo o bom relacionamento entre as partes.

Isso inclui também a busca pelos fornecedores com antecedentes melhores para a empresa, caso algum inicie problemas como falta de entrega, produtos com defeitos rotineiros, etc.

Por último e não menos importante, o controle financeiro da sua empresa também requer negociações, assim, conquistar os melhores preços gerando economias substâncias é mais do que possível.

As negociações vão além de valores e incluem prazos melhores, formas de parcelamento confortáveis que não criem gastos excessivos e, talvez, que gere maior facilidade e menor tempo para a quitação da dívida.

Você, como empresário e a pessoa que cuida da parte financeira, deve zelar pela saúde da sua empresa nesse quesito, negociação é parte importante.

Como se tornar um conhecedor na área de controle financeiro?

Hoje em dia o que não falta são cursos online com certificado para todo tipo de função empresarial em uma empresa, isso inclui, claro, o nosso assunto de hoje, o controle financeiro.

Seja trabalhando para terceiro ou para a sua própria empresa, ter um bom curso na área é de longe a melhor maneira de lidar da forma certa essa área que gera confusões mentais em qualquer pessoa comum.

Realmente tem suas partes fáceis e difíceis, mas, para evitar um rombo nas contas e conseguir administrar financeiramente a sua empresa da melhor maneira possível, separei três ótimos cursos que você pode investir seu tempo para melhorar seus conhecimentos.

O primeiro curso é o de Noções Básicas de Contabilidade, ideal para quem está começando sua empresa ou busca se atualizar e, o melhor, é grátis.

A nossa segunda opção de curso também é gratuita e tem grandes vantagens a oferecer a você com um conteúdo programático extenso que vai te ajudar a entender tudo que você ainda tem dúvidas no universo do controle financeiro, é o curso de Analista Financeiro.

A terceira opção de curso contém uma carga horária de 50 horas bem estudadas sobre o assunto e tem a proposta de te ensinar o que precisa saber sobre Administração Financeira, sendo esse também um curso gratuito.

Comentários