Powered by Rock Convert

A aposentadoria é a principal garantia de recursos financeiros após longos anos de trabalho. Claro que existem outras fontes de recursos, como renda passiva e ativa, frutos de um próprio negócio e valores poupados. Mas na maioria das vezes as pessoa não planejam outras fontes de renda e dependem exclusivamente do Plano de Previdência Social pago pelo Governo Federal.

Você deve saber que a aposentadoria pode ser planejada por qualquer pessoa. Com esse planejamento você poderá saber qual será a sua aposentadoria exatamente. É importante saber sobre isso, pois se você não fizer esse planejamento o governo irá fazer por você.

Aposentadoria paga pelo INSS

A aposentadoria disponibilizada pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) faz parte de um benefício de responsabilidade do Governo Federal. Esse benefício é um Plano de Previdência Social criado para atender todos os brasileiros. O modelo de aposentadoria do governo pode beneficiar uma pessoa de três formas diferentes:

  • Idade – Tipo de aposentadoria que permite ao beneficiário o direito de receber o benefício devido a sua idade. Neste caso, a idade da aposentadoria para os homens é de 65 anos e para as mulheres é de 60 anos, podendo variar em alguns casos. Porém, além da idade, é necessário que o requerente ao benefício tenha realizado no mínimo 180 contribuições ao INSS.
  • Tempo de Contribuição e Serviço – O tempo de contribuição de um contribuinte é importante e pode garantir uma aposentadoria antes da idade requerida pelo Governo Federal.
  • Aposentadoria por incapacidade ou invalidez – Esse tipo de aposentadoria é oferecido às pessoas que mediante a perícia comprovaram a incapacidade de trabalhar e necessitam de um auxílio do governo.

Além desses três modelos de aposentadoria oferecidas pelo INSS, é importante estar ciente do regime previdenciário ligado ao seu benefício para saber com exatidão qual é o valor de sua aposentadoria no futuro, sendo eles:

  • Segurado Doméstico;
  • Segurado Avulso;
  • Segurado Especial;
  • Segurado Contribuinte Individual;
  • Segurado Empregado.

Em todos os casos citados acima é possível estabelecer cálculos que irão deixar claro quanto um beneficiário irá receber daqui a algumas décadas, por exemplo. Estar ciente das regras e das possíveis mudanças que estão por vir é fundamental para saber qual será a sua aposentadoria.

Como saber o valor da minha aposentadoria pelo INSS?

Para você que contribui com o INSS todos os meses e quer saber como será a sua aposentadoria no futuro, a melhor maneira para isso é fazendo uma simulação no site do INSS. A simulação irá abranger outros detalhes além das exigências descritas no tópico acima.

É importante deixar claro que essa simulação não tem valor legal e pode ser necessário outra simulação após a Reforma da Previdência. A simulação irá definir quanto o beneficiário receberia caso decida esperar um pouco mais para se aposentar, por exemplo. Para poder simular sua aposentadoria junto ao INSS siga os seguintes passos:

1 – Cadastre-se no site do INSS

O primeiro passo para simular o valor de sua aposentadoria com a Previdência Social é informar seus dados cadastrais no site do INSS. Você deve informar seu nome completo, data de nascimento, CPF, nome da mãe, em que estado brasileiro você nasceu, e-mail e telefone ao entrar na tela de cadastro. Logo em seguida, você terá de informar seus dados de contribuinte disponíveis na CTPS (Carteira de Trabalho e Previdência Social).

2 – Informe dados pessoais

Insira seus dados pessoais como o nome, gênero, data de nascimento e qual é o modelo de aposentadoria pretendida por você na tela de simulação.

3 – Imprima seu extrato previdenciário

Você também pode simular após ter acesso ao seu Cnis (Cadastro Nacional de Informações Sociais), um tipo de extrato previdenciário que aponta detalhes das contribuições do segurado e dos trabalhos realizados por ele caso não esteja com sua CTPS.

Entre em “Extrato Previdenciário (Cnis)” no lado esquerdo da tela do site “Meu INSS”. Caso deseje ter uma cópia do extrato, clique em “Imprimir” e um arquivo no formato PDF será gerado.

4 – Informe todos os salários já recebidos

Além de você ter que informar seus dados pessoais para poder simular sua aposentadoria no site do INSS, é importante preencher os dados sobre as contribuições de forma correta. A melhor forma de fazer isso é tendo o Cnis em mãos. Nesta tela você deverá apontar seus salários recebidos e contribuições desde o mês de julho de 1994. Consulte o Cnis e preencha os dados como solicitado.

5 – Simulação Automática ou Manual?

Você poderá simular a aposentadoria de duas formas:

  • Automática – Com a opção de “Simulação de Tempo de Contribuição” o site irá levantar todos os seus dados como contribuinte e especificar o tempo exato de contribuição. Em instantes você irá saber qual será a sua aposentadoria. Desta forma, o período trabalhado em cada empresa também será detalhado pelo sistema. Caso algo não esteja certo, você poderá inserir dados manualmente.
  • Manual – Com a simulação manual você terá que preencher todos os dados na tela, como data de nascimento, sexo e todos os períodos de contribuições junto ao INSS. Para que o cálculo seja exato, tenha em mãos sua carteira de trabalho e o carnê de contribuição caso você seja ou já tenha sido autônomo. Após preencher todos os dados, clique no botão “Simular”.

Ao seguir todos esses passos, você irá saber qual será a sua aposentadoria. Mas é importante esclarecer que o simulador de aposentadoria do INSS não especifica o período de insalubridade ou periculosidade. Também não determina o cálculo em atividades múltiplas. Para conseguir mensurar um valor de aposentadoria exato nesses casos, o mais aconselhável é buscar um especialista no assunto que irá considerar esses pontos no cálculo.

Planeje sua aposentadoria independente do INSS

Tudo o que foi dito até aqui é relativo ao Plano de Previdência Social, mas você mesmo pode desde já poupar dinheiro mês a mês e ter como meta uma renda passiva, ou em outras palavras sua aposentadoria. Faça isso da seguinte forma:

  • Determine quanto você deseja receber como aposentadoria;
  • Após definir esse valor, determine em quantos anos você deseja se aposentar;
  • Sabendo o que você quer, calcule o quanto terá de poupar neste período para poder usufruir dos rendimentos deste valor poupado, veja um exemplo:

Não entraremos em detalhes sobre o percentual de rendimento da caderneta de poupança atualmente ou de quanto seria o montante gerado todos os meses (valor depositado mais os juros gerados a cada mês). Vamos seguir um cálculo simples como exemplo considerando rendimentos mensais de 0,5% em cima do valor total já alcançado.

Vamos supor que você tenha poupado R$ 200 mil em uma caderneta de poupança ao longo de anos. Neste caso, o rendimento mensal de 0,5% já descontado o IR (Imposto de Renda) será de R$ 1.000,00. Ou seja, você teria os R$ 200 mil depositados e resgataria todo mês R$ 1.000,00 de aposentadoria.

Saiba que por mais que seja um exemplo bem simples, esse seria um valor bem próximo do real. Mas é possível fazer esse tipo de investimento com rendimentos maiores do que os da poupança. Procure uma corretora especializada em renda fixa e busque se informar mais antes de fazer um investimento mais rentável.

Powered by Rock Convert

Escrever comentário

Shares