Para muitas pessoas, o cartão de crédito pode ser o grande vilão do orçamento pessoal. Isso acontece, principalmente, por falta de controle e planejamento. Afinal, o cartão de crédito nada mais é do que uma ferramenta que precisa ser bem utilizada.

Por isso, preparamos 9 dicas de como melhorar a relação com o cartão de crédito. Leia até o final e resolva as suas finanças de uma vez por todas!

1 – Restrinja o seu limite

É muito comum que bancos e operadoras de cartão ofereçam limites altos para o seu cartão, com o objetivo de incentivar um gasto cada vez maior. No entanto, por mais que um limite elevado pareça atrativo, é preciso ter bastante cuidado.

Isso porque, ao passar as compras no crédito, é comum ter a ilusão de que o dinheiro não está saindo da sua conta, o que facilita o descontrole nos gastos. Restringindo o limite do cartão a no máximo 50% da sua renda, fica mais fácil não cair nessa armadilha.

2 – Não parcele a fatura

Pagar apenas a tarifa mínima e parcelar a fatura é um dos piores erros que você pode cometer na sua relação com o cartão de crédito. Afinal, os juros do rotativo do cartão podem chegar a 200% ao ano. Dessa forma, quando você parcela a sua fatura o alívio no bolso é apenas momentâneo.

No fim das contas, você acaba pagando muito mais pelos produtos que comprou. Caso sua fatura venha mais alta do que você conseguirá pagar, considere buscar um empréstimo para realizar o pagamento, pois as taxas de juros são mais baixas.

3 – Negocie as tarifas de anuidades

Alguns cartões de crédito costumam cobrar taxas de anuidade bastante elevadas, especialmente quando oferecem vantagens como pontuação e milhas ou são internacionais. Embora a mensalidade das tarifas possa parecer pequena, a somatória desses valores pode chegar a mais de 300 reais no ano.

Por isso, é importante entrar em contato com a operadora ou banco do seu cartão de crédito e negociar essas taxas de manutenção. Se você é um cliente assíduo, fica ainda mais fácil conseguir um desconto.

Além disso, já é possível encontrar no mercado diversos cartões que não cobram anuidade, como é o caso do Nubank e demais bancos digitais.

4 – Não use mais de um cartão

Limitar o número de cartões de crédito que você possui é uma ótima maneira de controlar os gastos. Afinal, fica mais fácil de se perder no orçamento quando se tem vários cartões, pois os gastos não estão reunidos.

O acúmulo dos limites de diferentes cartões também pode criar uma tentação de gastar mais, como falamos no item 1. Além disso, caso você pague anuidade, ter dois ou mais cartões representa também um gasto fixo extra. Por isso, o ideal é ter um único cartão de crédito.

5 – Escolha a melhor data de pagamento

Outra dica importante é sempre negociar com o seu banco para que a data de vencimento e pagamento do seu cartão de crédito seja próxima ao dia em que você recebe a sua renda principal. Assim, você não correrá o risco de atrasar o pagamento por estar sem dinheiro.

Para fazer isso, basta entrar em contato com o seu banco pela central de atendimento ou, em alguns casos, alterar a data diretamente no aplicativo de internet banking.

6 – Consulte a fatura com frequência

Como o uso do cartão de crédito não tira o dinheiro do seu bolso ou de sua conta bancária em tempo real, não é raro se perder nos gastos. Na verdade, é bastante comum adquirir vários itens de valores não tão altos e só se dar conta do quanto realmente gastou quando chega a fatura no final do mês.

É necessário, portanto, criar o hábito de consultar a fatura do cartão de crédito regularmente, de forma a estar sempre atualizado acerca de seus gastos. Hoje em dia, já é bastante fácil checar essa informação pelos aplicativos de bancos, não sendo mais necessário ir pessoalmente até a agência bancária.

7 – Aproveite milhas e descontos

Uma das maiores vantagens de utilizar cartões de crédito é poder aproveitar os benefícios que ele pode oferecer, como milhas para viagens, descontos e pontos para retirada de prêmios.

Se o seu cartão oferece alguma dessas conveniências, fique atento e aproveite para economizar. É possível até conseguir passagens aéreas de graça ou entrar em shows e sessões de cinema com 50% de desconto. Só não vale gastar mais do que o planejado apenas para ganhar prêmios, pois assim o objetivo perde o sentido.

8 – Evite cartões de loja

Com certeza você já entrou em algum supermercado ou loja de departamento e foi perseguido por um vendedor tentando te convencer a fazer um cartão de crédito da loja, não é mesmo? Essa é uma estratégia muito utilizada pelas empresas para fidelizar os clientes.

Contudo, ainda que existam alguns benefícios para o consumidor, como descontos na loja, esses cartões não costumam ser muito vantajosos. Isso porque a maioria cobra anuidade, além de só ser permitido pagar a fatura dentro da própria loja, o que incentiva um gasto maior.

Por isso, é bom refletir se você realmente precisa de um cartão daquela loja e se não compensa mais passar as compras no cartão de crédito que você já tem.

9 – Tenha um planejamento financeiro

Por fim, é muito importante ter um planejamento financeiro bem estruturado antes de sair usando o seu cartão de crédito. O ideal é definir quanto você pode gastar a cada mês no seu cartão, para que nunca falte dinheiro para pagar a fatura no final do mês.

Além disso, ao saber quanta verba você tem disponível mensalmente, fica mais fácil evitar gastos desnecessários que possam comprometer o orçamento. Ao fim de cada período, revise as despesas que você teve e confira se elas estão de acordo com o que você planejou.

Pronto, depois de ler todas as nossas dicas, você já deve saber como melhorar a relação com o cartão de crédito. Agora é só colocar em prática!

Escrever comentário

Shares