A boa gestão de um negócio se baseia principalmente em um bom planejamento, para isso é fundamental um controle de ponto para visualizar a disposição de entrega de uma atividade dentro do tempo proposto. 

Essa é apenas uma das funções que o controle de ponto pode desempenhar em uma empresa, pois, além disso, a prática é uma garantia justa  do cumprimento integral dos direitos do trabalhador e do empregador.

Mesmo com todos os benefícios, ainda existem muitas dúvidas de como fazer o controle de ponto em pequenas empresas, e se ele realmente deve ser feito em todos os estabelecimentos.

Para esclarecer algumas questões, continue a leitura: 

O que é Controle de Ponto? 

O  controle de ponto  é uma forma de monitorar a jornada de trabalho dos colaboradores de uma empresa através da marcação dos horários de entrada, almoço e saída. 

O colaborador deve registrar diariamente o horário de início e término de suas atividades, bem como, registrar os momentos de saída e volta de intervalos. 

O registro é o comprovante legal de um funcionário de que ele está cumprindo o que foi determinado  em seu contrato, da mesma forma, as empresas também o utilizam para verificar se os acordos foram ou estão sendo cumpridos. 

De acordo com a CLT, é obrigatório que todas as empresas com mais de 20 colaboradores façam o controle de ponto dentro de seu negócio

Art. 74. O horário de trabalho será anotado em registro de empregados.

  • 1º (Revogado).
  • 2º Para os estabelecimentos com mais de 20 (vinte) trabalhadores será obrigatória a anotação da hora de entrada e de saída, em registro manual, mecânico ou eletrônico, conforme instruções expedidas pela Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, permitida a pré-assinalação do período de repouso.
  • 3º Se o trabalho for executado fora do estabelecimento, o horário dos empregados constará do registro manual, mecânico ou eletrônico em seu poder, sem prejuízo do que dispõe o caput deste artigo.
  • 4º Fica permitida a utilização de registro de ponto por exceção à jornada regular de trabalho, mediante acordo individual escrito, convenção coletiva ou acordo coletivo de trabalho.

Porém, em estabelecimento com um número menor de funcionários, que é o caso de muitas micro e pequenas empresas, o controle é fortemente recomendado justamente para evitar o aparecimento de processos trabalhistas contra uma das partes envolvidas.

Por que é importante fazer o Controle de Ponto? 

A motivação principal para a realização de um controle de ponto dentro de uma empresas é proteger legalmente o colaborador e o empregador de  passivos trabalhistas, visto que no ranking anual de ações trabalhistas, horas extras, descanso diário e outros temas relacionados à jornada de trabalho são os mais registrados no Tribunal Superior do Trabalho (TST).

Nestes casos, o estabelecimento comercial deverá apresentar comprovação documental e demonstrar que todos os pagamentos foram efetuados de acordo com o momento do pagamento.

 Assim, mesmo em micro e pequenas empresas, uma das principais vantagens de manter essa coordenação ponto a ponto é a segurança em caso de ação judicial de um ex-funcionário.

Além disso, a utilização desses recursos permite uma melhor otimização da folha de pagamento, garantindo o acompanhamento permanente de justificativas, férias, horas extras e muito mais. 

Com isso, os gestores podem ter maior controle sobre as mais diversas informações corporativas, construir uma visão mais abrangente do negócio e fazer planos mais decisivos e precisos. 

Tudo isso contribui para segurança, redução de custos, otimização de tempo, controle de desempenho e muitos outros.

O Controle de Ponto em pequenas empresas 

Atualmente, existem diversos recursos e maneiras de realizar o registro de ponto dentro de uma empresa. A legislação permite que esses dados sejam coletados através da anotação manual, mecânica e eletrônica. 

Quais as opções?

Nas micro e pequenas empresas, os gestores são orientados a avalizar quais alternativas mais se adequam à cultura organizacional do seu negócio, visto que para isso podem utilizar, por exemplo. 

  • Livro de Ponto
  • Relógio de Ponto Cartográfico 
  • Relógio de Ponto Eletrônico
  • Celulares, Tablets e Computadores  

Dentre as opções citadas, os relógio cartográficos são largamente utilizados dentro das pequenas empresas. 

Para utilizar este equipamento é necessário que o colaborador insira um cartão com  o seu nome  (o cartão de ponto) na máquina, que registra no próprio cartão o dia e horário que o funcionário iniciou as suas atividades.

O motivo pelo qual ele ainda é utilizado, mesmo não sendo mais reconhecido pelo ministério do trabalho, é que o equipamento apresenta um menor custo e possui menos questões burocráticas para a sua utilização. 

Porém, assim como  um livro de ponto,  ele apresenta um alto risco de segurança, não é garantido que a pessoa que anotou o ponto ou inseriu o cartão seja realmente o dono(a) do cartão, isso irá depender do alto grau de confiança e consciência entre os funcionários. 

Mesmo com a atenção necessária, se a sua empresa possui de 1 a 5 funcionários, essas opções anteriores podem servir para o objetivo. 

Agora se o número de funcionários for maior e o local necessitar de maior clareza, segurança e praticidade na marcação de ponto, o mais indicado é um relógio de ponto eletrônico.

Como adquirir? 

Para adquirir e Instalar um registrador de ponto na sua empresa, você poderá entrar em contato com uma empresa especializada do setor para verificar as opções disponíveis e avaliar qual a melhor se adequa ao seu orçamento e a cultura de seu negócio. 

Normalmente as próprias empresas fazem  o envio do equipamento e também a instalação, além de realizar o treinamento com os funcionários e gestores de como utilizar. 

Como fazer? 

Para fazer o registro de ponto, basta que o funcionário faça a anotação fiel do início e término de suas atividades diariamente, e também faça o mesmo movimento ao sair e voltar de intervalos.

No final do mês o gestor ou responsável pelo RH irá recolher todas as marcações feitas pelos funcionários durante o mês, avaliar o cumprimento de horários e considerar as horas extras e faltas para gerar a folha de pagamento de cada um. 

Author

Somos uma plataforma de bem-estar financeiro. Em nosso blog falamos sobre finanças pessoais e produtos financeiros como empréstimo, cartão de crédito, seguros e negociação de dívida. A Juros Baixos está desde 2016 desenvolvendo conteúdos de qualidade para nossos seguidores. Acompanhe nossas redes sociais, canal no YouTube e entre para nossa comunidade no Discord.

Comentários