Powered by Rock Convert

Hoje em dia muitas empresas contam com as consultorias especializadas.

Ser proprietário de uma pequena empresa vem com desafios exclusivos para o tamanho e a função do negócio. O pequeno empresário tem que lidar com todos os desafios de vender, entregar, financiar, gerenciar e desenvolver os negócios com pouca ou nenhuma equipe, enquanto tenta fazer disso um sucesso.

O mais importante de tudo é manter o interesse de todas as partes interessadas, como clientes, fornecedores e equipes, a fim de ganhar impulso em um curto espaço de tempo. Administrar uma pequena empresa pode ser extremamente gratificante, tanto pessoal como financeiramente.

Você pode esperar muitas surpresas quando estiver começando, e é por isso que é fundamental gerenciar as finanças da empresa com o máximo de diligência possível para evitar acumular mais dívidas do que a sua empresa pode suportar. Aqui estão algumas dicas para garantir que você gerencie suas dívidas de negócios com sabedoria ao iniciar uma nova empresa.

Como investir na sua pequena empresa

Se você quer construir um negócio de sucesso e maximizar seu lucro, deve investir em si mesmo e em seus funcionários. O conhecimento é a chave para todos os negócios de sucesso! A maioria dos proprietários de pequenas empresas não investe em seus funcionários porque eles não entendem o ponto, mas você precisa treiná-los (com seminários) e aumentar sua base de conhecimento.

Além disso, você deve aumentar sua produtividade. Forneça materiais e ferramentas que facilitem suas tarefas diárias. Investir em si mesmo também é muito importante porque o sucesso ou o fracasso do seu negócio depende principalmente de você! Invista no desenvolvimento de habilidades de liderança e negócios – desde marketing e contabilidade até o desenvolvimento de produtos. Use cursos online.

 Invista em publicidade

Como mencionado, a publicidade cria conscientização e exposição da marca. Ele ajuda você a expandir o alcance (especialmente nas mídias sociais) e pode levar a vendas rápidas. Mesmo que pareça fácil, você precisa se sentar e planejar suas campanhas com sabedoria. Se você não estiver familiarizado com a publicidade online, experimente o aplicativo NANOS. Ele ajuda você a criar anúncios no Facebook, Instagram e Google em um tempo muito curto e é super eficaz. Além disso, saiba mais sobre as cinco melhores ferramentas de publicidade para promover sua pequena empresa em 2018.

Invista no atendimento ao cliente

Envolva-se com as pessoas! Sem clientes, não há negócios. Você precisa investir no relacionamento antes, durante e depois de uma compra. Deixe os clientes satisfeitos com as vendas, programas de fidelidade e cortesia dos funcionários. Peça a opinião deles e avalie sua experiência e engajamento com o seu negócio. Com ele, você pode criar clientes novos e repetidos e fazer alterações.

 Importância de uma boa gestão

Não há dúvida de que a elaboração de um planejamento estratégico é um passo fundamental para o desenvolvimento da boa gestão, pois garante melhores decisões e esforços. No entanto, isso por si só não é suficiente para garantir o sucesso da empresa como um todo.

É importante acompanhar todas as atividades desenvolvidas nas rotinas operacionais do negócio para garantir que elas sejam realizadas de acordo com o planejado. Embora isso possa parecer um desafio, a boa notícia é que a tecnologia facilita esse monitoramento e possibilita a gestão integrada de toda a empresa.

Isso porque a tecnologia simplifica os processos, pois centraliza as informações: ou seja, os diferentes setores da empresa registram os dados em um único local e ficam disponíveis para todas as operações. Com isso, a melhoria da comunicação e os gestores ganham uma visão holística do negócio.

Tanto a produtividade da equipe quanto a tomada de decisões são afetadas porque todos podem trabalhar de maneira mais organizada e se concentrar no que é realmente necessário.

Consultoras que podem ajudar

A maioria dos pequenos empresários  e estão acostumados a fazer tudo, ou quase tudo sozinhos. Por não recrutar a ajuda de um consultor de pequenas empresas, no entanto, eles podem estar perdendo alguns benefícios importantes para seus negócios. Aqui estão algumas empresas que prestam consultorias com o intuito de criar valor para sua pequena empresa:

SEBRAE

Entre os serviços de consultoria prestados pelo SEBRAE destaques para:

  • Carreira
  • Educação
  • Empreendedorismo
  • Estratégia e Organizações
  • Gestão
  • Liderança
  • Inovação
  • Interesse Público
  • Marketing
  • Tecnologia

Intelliplan

Entre os serviços prestados pela Intelliplan destaques para os serviços de:

  • Gestão
  • Gestão de Pessoas
  • Inovação
  • Interesse Púbico
  • Liderança
  • Marketing
  • Tecnologia

Razões para usar um consultor de pequenas empresas

Toque na especialização no momento certo

Mesmo se você preferir lidar pessoalmente com todos os assuntos de negócios, contratar um especialista externo quando surgir questões especialmente complexas ou sensíveis pode ser uma medida extra para garantir que os problemas recebam a devida atenção e sejam completamente resolvidos.

Você também pode procurar um consultor de pequenas empresas para ajudar a avaliar e avaliar sua estratégia de negócios, processos, gerenciamento de operações, logística da cadeia de suprimentos, exposição ao risco e muito mais. Além disso, como você só precisa acessar esse conhecimento especializado por um curto período, contratar um recurso de consultoria pode ser uma maneira eficiente de aproveitar o conhecimento especializado que sua pequena empresa precisa no momento certo e apenas pelo tempo que for necessário.

Crescer para o futuro

Você quer que seu negócio tenha sucesso e prospere em longo prazo, é claro. Mas você sabe de onde virá o seu crescimento futuro? Contratar um consultor de gestão interino com experiência relevante na indústria para apoiar a sua pequena empresa não só pode ajudá-lo a determinar a resposta, mas também a apontá-lo na direção certa.

Profissionais altamente qualificados de nível sênior que trabalham em uma base de consultoria podem atuar em várias funções críticas, de gerente de contabilidade a diretor financeiro. Há muitas maneiras de você trabalhar com consultores à medida que sua pequena empresa cresce e muda. O mais importante, talvez, é que esses recursos podem lhe dar o precioso tempo necessário para se concentrar no que você faz melhor: desenvolver seu pequeno negócio e ser um especialista em tudo o que o levou a lançar sua própria empresa em primeiro lugar.

Como analisar o desempenho de uma gestão empresarial

Uma ferramenta comum e de longa data é listar seus pontos fortes, pontos fracos, oportunidades e ameaças (SWOT). É um conceito simples que faz muito sentido. Conhecer o seu SWOT é uma informação importante e útil. Pontos fortes e fracos medem o desempenho interno e a competência. Oportunidades e ameaças avaliam o nível de risco de condições externas.

Existem muitos artigos sobre o SWOT, mas como esse tipo de análise é tão amplo é difícil descrever como aplicá-lo em uma situação específica. Um método SWOT simples é dividir uma folha de papel em quatro seções. Desenhe uma linha vertical no centro e uma linha horizontal no meio da página. Use a seção superior esquerda para listar seus pontos fortes, canto inferior esquerdo para pontos fracos, canto superior direito para oportunidades e canto inferior direito para ameaças.

Análise das Cinco Forças

Em seus livros Estratégia Competitiva e Vantagem Competitiva, Michael Porter apresentou as cinco forças da competição. Eles são o:

  • poder de barganha dos clientes,
  • poder de barganha dos fornecedores,
  • ameaça de novos entrantes,
  • ameaça de rivalidade dos concorrentes existentes, e.
  • ameaça de substituição.

As cinco forças fornecem uma estrutura que torna os riscos externos mais fáceis de entender e avaliar.

Combinando SWOT e Cinco Forças

Tanto o SWOT quanto o Five Forces são ferramentas analíticas amplamente utilizadas por consultores, pesquisadores e outros profissionais. O método das Cinco Forças é basicamente um refinamento da parte externa de uma análise SWOT. Portanto, faz sentido combinar essas ferramentas para criar um método híbrido.

Plano de ação

Cada categoria ajuda a determinar o que precisa ser feito e quando. Fatores que ameaçam a vida devem ser abordados imediatamente. As falhas críticas vêm em seguida. Fraquezas moderadas não são assassinas, mas corrigi-las pode melhorar muito o desempenho. As forças potenciais e secundárias devem ser avaliadas para determinar se valem a pena desenvolver.

Pontos fortes principais são o que a empresa faz melhor. Muitos pontos fortes importantes indicam que os recursos de negócios estão sendo espalhados ou a análise não foi objetiva. Confiar demais em uma força central pode se transformar em uma grande fraqueza se o ambiente de negócios mudarem de forma a tornar a força muito menos importante ou mesmo irrelevante.

Conclusão

Analisar o desempenho de um negócio é uma tarefa difícil de resolver, especialmente para os proprietários cuja experiência e tempo estão na execução das operações do dia-a-dia. O método híbrido, descrito acima, fornece uma estrutura que divide a tarefa em partes gerenciáveis ​​e prioriza automaticamente os resultados. Analisando sua empresa, você verá como e onde melhorar seu desempenho. Então, quando alguém lhe perguntar como é o negócio, você terá algo que vale a pena dizer, mesmo que não esteja ouvindo.

Powered by Rock Convert

Escrever comentário

Shares