O sonho de ter a casa própria faz parte do imaginário das pessoas. Afinal, quem não quer ter um cantinho para chamar de seu? Mas para realizar esse sonho, você precisa primeiro descobrir qual é o seu potencial de compra de imóvel.

A saga para comprar um imóvel novo passa por várias etapas, começando por pesquisas, conversas com vizinhos, amigos e parentes. Tirar dúvidas e coletar informações para conseguir fazer boas escolhas faz parte da sua jornada de compra.

E toda essa dedicação e esforço resulta nas primeiras decisões importantes que são: a localização do imóvel, a quantidade de dormitórios e de garagens. Além da facilidade de acesso a serviços essenciais, como supermercados, farmácias, escolas e universidades, bem como locais para lazer e um ótimo sistema de segurança.

Nesse percurso de pesquisa, você decidiu, inclusive, que vai financiá-lo. Depois de saber tudo isso, é hora de conhecer quais são as possibilidades de financiamento, ou seja, qual é o seu potencial de compra.

O que significa ter potencial de compra?

Em primeiro lugar, vamos compreender que ter um potencial de compra significa ter um perfil financeiro adequado para a aquisição de um imóvel. Isso quer dizer que você precisa comprovar a sua capacidade de pagar por aquele imóvel.

Para isso, é analisada a sua renda pessoal, assim como o seu comportamento no mercado de crédito. Diante dessas exigências, veja a seguir uma das possíveis sugestões para aumentar o seu potencial de compra:

  • Adicionar ao contrato a renda de outras pessoas que vão morar no imóvel;
  • Ter uma boa quantidade de dinheiro para dar de entrada;
  • Usar o FGTS;
  • Comprovar estabilidade financeira.

Você pode também se favorecer do seu bom relacionamento com o banco que pretende pedir o financiamento do seu imóvel. Afinal, é mais fácil negociar com quem conhecemos e já construímos um relacionamento financeiro saudável.

O potencial de compra aumenta se o imóvel está na planta

A outra possibilidade para aumentar a sua oportunidade de comprar um apartamento é considerar financiar um imóvel na planta.

Essa é uma opção interessante, pois um imóvel em construção é uma promessa de entrega, daí, facilitar o financiamento é uma via de mão dupla para as construtoras que podem utilizar a entrada de dinheiro na construção e ainda garantir o retorno financeiro do empreendimento.

E como funciona o aumento do seu potencial de compra para o caso de lançamentos:

  • O financiamento é dividido em duas fases: os pagamentos são feitos durante a construção do imóvel e na entrega das chaves;
  • Os pagamentos da entrada e dos parcelamentos são feitos diretamente com a construtora;
  • E você pode adiantar as parcelas, reduzindo, assim, o valor final a financiar.

Use o simulador para calcular o seu potencial de compra

Financiar imóveis quando não se tem o valor total para isso é o modelo de aquisição de bens mais utilizado por nós brasileiros. A verdade é que parcelar o pagamento de um imóvel significa comprar à vista com dinheiro de terceiros e pagar parcelado para o banco no longo prazo.

Sem dúvida, esse é um sistema eficaz que aumenta a possibilidade de resolver um problema ou realizar um sonho, sem precisar esperar anos para juntar os recursos necessários para a compra.

No entanto, é preciso planejar. Para isso, é possível usar a calculadora de poder de compra do Apto, um marketplace de imóveis novos. Assim, você pode se informar, sem sair de casa, sobre:

  • O valor da entrada;
  • O quanto poderá usar do FGTS; e
  • O valor das parcelas.

Como financiar um apartamento?

Agora que já sabe o que significa ter potencial de compra, como aumentá-lo e como calcular, é bom lembrar que, no Brasil, temos basicamente duas formas de financiar um imóvel.

A primeira é o Sistema Financeiro de Habitação (SFH), sendo  mais usado no financiamento de moradias da classe de baixa renda e tem como característica o imóvel só poder ser usado para moradia.

O segundo é o Sistema Financeiro Imobiliário (SFI), o qual permite juros mais altos e pode financiar imóveis residenciais ou comerciais.

Entender como funcionam esses sistemas contribui para o seu planejamento e a sua organização, uma vez que o SFI não define um limite mínimo para a sua renda nem para o valor do imóvel. Assim como não tem uma porcentagem-limite para as parcelas. Por isso, você é quem precisa colocar tudo na ponta do lápis, antes de entrar no financiamento.

Agora é com você! Escolha o valor do imóvel e, se tudo estiver conforme o planejado, organize seus documentos pessoais e de todos os envolvidos na compra, além dos comprovantes de renda de cada uma das partes.

Em seguida, entre em contato com o banco ou com a corretora de imóveis para iniciar o processo de compra.

Agora que sabe tudo sobre o seu potencial de compra, confira apartamentos à venda no Rio de Janeiro e garanta o seu imóvel.

Comentários