Toda atividade nova, para virar hábito, precisa de uma dose de paciência e organização e poupar dinheiro é uma delas. 

O hábito de poupar não é algo que nasce conosco, precisa ser desenvolvido e trabalhado dia após dia até que seja natural guardar um valor todo mês. Não é tarefa fácil e algumas mudanças precisam ser feitas para chegar lá. 

Os benefícios em ter uma poupança, uma reserva financeira são muitos. Além de segurança para o futuro e a realização de um sonho ou projeto, pode ser útil em situações inesperadas evitando endividamentos

E, para que este processo seja o mais tranquilo possível, separamos algumas dicas para começar a poupar dinheiro sem sofrimento e também, como dedicar esse valor para investimentos seguros de acordo com cada perfil. 

Investir pode parecer algo muito complexo ou que não é para todos, mas o que nem todo mundo sabe é que existem opções de investimento seguros para todos os níveis de conhecimento sobre o assunto. 

Poupar primeiro para depois investir. Vamos lá?!

Tudo começa com planejamento 

O planejamento pessoal financeiro está diretamente ligado com a sua realidade e padrão de vida. 

Aquela matemática básica, se você gasta mais do que ganha, a conta jamais fechará. É aqui que o planejamento financeiro faz a diferença. 

Comece analisando todos os seus gastos fixos e coloque na ponta do lápis sua renda mensal. Depois insira os gastos variáveis, como jantar fora, compras pessoais, delivery entre outras. 

Com essa visão detalhada de ganhos e gastos você conseguirá enxergar possibilidades de cortes aqui e reduções ali. Importante ressaltar que de nada vai adiantar sair cortando tudo, o ideal é começar aos poucos para que se torne algo permanente e não temporário. 

Pesquisa e economia 

Só cortar não adianta, é preciso economizar. 

Despesas fixas como, mercado, contas de luz, água, internet, também precisam passar por uma análise para assim, identificar valores e planos mais econômicos e que funcionem para você. 

Pesquisar, aproveitar promoções, entender qual a melhor forma de pagamento para determinado produto ou serviço, são parte das ações rumo a uma rotina de gastos mais consciente e inteligente. 

Cartão de crédito pode, mas com parcimônia 

Este cara aqui é um dos maiores inimigos daqueles que tem o dedinho leve na hora de comprar. O problema do cartão de crédito é utilizá-lo sem controle de saldo, pois a fatura chegará no mês seguinte. 

É bom ter um cartão de crédito para compras de valores mais altos, mas a fatura do cartão de crédito jamais pode comprometer as suas contas do mês seguinte. Pense sempre nisso!

Crie metas e desafie-se 

Lembra do planejamento lá atrás? É com ele que você identificará o valor que irá poupar. E, a partir daí, crie metas. 

Se identificou que é possível começar a poupar 50 reais por mês, então esta é a sua meta. Outra dica é, assim que receber o salário, retire esse dinheiro antes de qualquer outra coisa, como se ele nunca estivesse estado ali. 

Quando somos desafiados, a tendência é colocar mais energia e foco no que for preciso para alcançar o objetivo proposto. Então, desafie-se. 

Poupe todo mês, todo mês poupe

Para que poupar se torne um hábito é preciso criar uma regularidade, ou seja, poupar sempre que puder. Se neste mês a sua meta de economia já foi alcançada mas recebeu algum valor a mais e pode guardar, excelente.  

Quando menos esperar, poupar já será parte da sua rotina. 

Próximo passo, poupar para investir 

Quando pensamos em economizar logo vem à cabeça a poupança não é mesmo? Mas saiba que existem outros meios de fazer seu dinheiro render de maneira segura e consciente. 

Falar de investimento não se limita apenas à bolsa de valores, existem outras opções tão seguras quanto a poupança e que não requerem altos valores para começar a investir. 

Como começar a investir?

Primeiro comece buscando informações sobre o assunto. Hoje existem profissionais e especialistas super qualificados do mercado financeiro que disponibilizam conteúdos em redes sociais e canais como Youtube, por exemplo. 

Depois entenda qual a melhor opção para começar, algumas opção de baixo risco são o tesouro direto, CDB (Certificado de Depósito Bancário), previdência privada ou mesmo a poupança.  

Leia também: Como investir ganhando pouco 

Por fim, o importante é começar

Poupar não é tarefa fácil, ainda mais com o cenário econômico que estamos vivendo atualmente, mas saiba que não é impossível. 

Existe uma economia para cada situação e cada realidade. O importante é saber exatamente onde está no momento e onde quer chegar. O hábito de poupar só irá se incorporar na sua rotina a partir do momento que decidir fazê-lo. 

Só de estar buscando informação e chegar a ler este artigo até aqui já é um passo em direção a uma relação mais saudável com o dinheiro. 

Mas se precisar de uma ajuda financeira, seja para quitar dívidas ou realizar um projeto e abrir seu próprio negócio, conte com a Simplic

Comentários