Powered by Rock Convert

Nos últimos anos, o Brasil viveu um cenário de grande instabilidade econômica, fazendo com que a população buscasse novos meios de ter uma renda extra mensal ou para criar o famoso pé de meia e um dos melhores meios de investir dinheiro são no CDB pós-fixado e o prefixado. O Certificado de Depósito Bancário (CDB), é um título de renda fixa que os bancos oferecem aos seus clientes.

Nesse tipo de investimento o aplicador, faz um “empréstimo” ao banco que é pago com adição de juros em cima do valor e, antes de realizar a aplicação, o investidor já sabe ou consegue prever os ganhos que terá. Por conta disso o CDB é uma das melhores formas de aplicar, porém, antes de investir, é importante saber a diferença entre as duas formas de investir.

Diferenças entre o CDB pós-fixado e o prefixado

Apesar de serem variações do mesmo produto, o CDB pós-fixado e o CDB prefixado funcionam de formas diferentes. A principal diferença nas formas de investir está nos índices de variações que serão considerados durante todo o período em que o dinheiro ficar aplicado no banco.

  • O CDB pós-fixado é o tipo de produto onde o investidor só saberá o valor que obterá com a aplicação, após a contratação. Isso quer dizer que nesse tipo de investimento, o cálculo do rendimento que será obtido é feito depois que o cliente aplica o dinheiro.

Nesse tipo de aplicação, o dinheiro investido é atrelado a um determinado índice, como o CDI, por exemplo, que varia diariamente. Ou seja, todos os tipos de variações serão computados no valor obtido no final do investimento, o que impede o aplicador de saber o rendimento exato que ele terá antes de contratar o produto.

  • Já o CDB prefixado, como o próprio nome já diz, ele possui a taxa de rendimento fixada antes mesmo da aplicação. Isso quer dizer que, ao investir nesse tipo de produto, o aplicador já tem conhecimento do quanto ele terá de retorno monetário no final da aplicação.

Ou seja, nesse tipo de investimento, todas as variações que acontecerem durante o período em que o dinheiro estiver aplicado serão desconsideradas, levando em conta apenas o valor informado no início da aplicação. O que traz uma maior segurança ao aplicador e pode vir a ser um ponto essencial para a decisão.

Como escolher em qual investir

A segurança de um produto não deve ser o único ponto que o aplicador deve considerar no momento em que for escolher entre as aplicações. O CDB pós-fixado e o prefixado são variações que funcionam de modos diferentes, influenciando diretamente na quantia que será resgatada no final da aplicação e por conta disso é muito importante saber como tomar esse tipo de decisão.

Inicialmente, é necessário comparar os riscos dos produtos. Ambas variações do CDB são consideradas investimentos com risco baixo, protegidos pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC). Esse fundo traz maior segurança para a aplicação pois ele anula todo o tipo de prejuízo que o produto possa ter, tornando as duas opções viáveis.

Além disso, é muito importante que o aplicador conheça o porte do banco em que ele está fazendo a aplicação, o que interfere diretamente nos rendimentos da aplicação. O período em que o investidor deseja deixar o dinheiro aplicado também deve ser levado em conta no momento de escolher entre os CDBs e outros tipos de aplicações.

Por fim, para saber como escolher entre o CDB pós-fixado e o CDB prefixado, o investidor deve levar em consideração a variação do índice ao qual o produto está atrelado. Antes de fazer a aplicação, é muito importante ver as tendências do índice, se ela é está alta ou baixa e se irá se manter nesse ritmo por um determinado tempo.

Powered by Rock Convert

Escrever comentário

Shares