Categoria

Aposentadoria

Categoria

O Estatuto do Idoso (Lei Federal nº 10.741) foi promulgado em 2003, assegurando assim uma série de direitos fundamentais à pessoa idosa. Dentre elas, está o direito ao cartão do idoso. Você sabe do que se trata? Para conhecer mais sobre o cartão do idoso 2019, saber se tem direito e aprender como fazê-lo, acompanhe a leitura deste artigo. Quem é considerado idoso De acordo com o Estatuto do Idoso, é considerada pessoa idosa qualquer pessoa com 60 anos ou mais. A partir desta idade, o idoso tem determinados direitos, como atendimento preferencial em estabelecimentos público e privados. Contudo, para alguns direitos, é necessário ter 65 anos ou mais. Gratuidade no transporte público Ao idoso é assegurada a gratuidade no transporte coletivo público urbano e semiurbano a partir dos 65 anos de idade. Segundo o Estatuto do idoso, não é necessário nenhum cartão do idoso para garantir o acesso a este direito.…

O VGBL – Vida Garantidor de Benefícios Livre – é um plano de previdência privada diferente do plano de Previdência do INSS – Instituto Nacional do Seguro Social. Também se tratando de plano de previdência privada, existe o PGBL – Plano Garantidor de Benefício Livre. Confira o que todas essas diferentes formas de previdência podem te proporcionar. Esses dois planos de previdência privada têm características e que deverão ser bem entendidas antes de serem contratados. No caso do Vida Garantidor, uma de suas principais características é ser destinado a pessoas que não terão que realizar declaração junto ao IR – Imposto de Renda, ou que estão atrelados ao modelo simplificado. Isso porque os valores lançados não poderão ser deduzidos na declaração do IR. Isso acontece de forma contrária ao PGBL, sendo que no Vida Garantidor, a dedução é até o limite de 12% em cima dos rendimentos brutos. O Vida Garantidor também…

Ah, dúvida cruel! Descubra abaixo o valor ideal para investir na previdência privada e garanta uma aposentadoria mais tranquila! Você já sabe que a previdência privada funciona como uma espécie de renda complementar para a aposentadoria, já entendeu como funcionam os vários tipos de resgate, mas agora se deparou com um dilema. Afinal, qual a quantia correta para se investir em uma previdência privada? Quando começar a investir na Previdência Privada? Para ter boa tranquilidade no futuro, é importante começar a investir cedo! Dessa forma, você terá mais tempo para alocar um valor maior e receber uma aposentadoria mais confortável no final do prazo. Começando aos 20 anos e juntando 100 reais todo mês, uma pessoa terá um valor bruto de R$281.967 quando estiver com 60 anos de idade. Caso aumente o valor investido na previdência para 300 reais por mês, passará a contar com R$ 845.902 ao final do mesmo período.…

Quando for escolher qual plano de Previdência Privada é o melhor para você, é importante que verificar se o mesmo é PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre) ou VGBL (Vida Gerador de Benefício Livre). Isso porque, apesar dos nomes parecidos, ambos possuem muitas diferenças entre si. E você sabe quais as diferenças entre as previdências PGBL e VGBL? Aprenda aqui no Juros Baixos! Saber a diferença entre essas previdências é essencial para decidir por qual optar. Como funciona o Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL)? O PGBL funciona como um mecanismo onde a pessoa realiza todos os procedimentos comuns a uma Previdência Privada. Porém, ele permite que o valor de declaração do IR (Imposto de Renda) seja deduzido do valor investido na previdência. Nesse caso, a opção é recomendada para aqueles que realizam a declaração completa do IR, já que, por exemplo, se a pessoa ganha R$75 mil por ano e investe…