Powered by Rock Convert

É da nossa natureza querer manter sempre seguro algo que nos é importante, como nossas vidas e as dos nossos filhos, como também nossas casas e carros. E o contrato de seguro é uma excelente forma de se precaver contra possíveis eventos não desejados.

Cancelamento do contrato de seguro: uma decisão com ônus para segurado e segurador.

Infelizmente algumas circunstâncias da vida nos obrigam a tomar decisões que não queremos e o cancelamento do contrato de seguro é uma dessas. Saiba que fazer isso, tanto é um direito seu, consumidor, que fez a contração de um plano de seguro, quanto da seguradora.

O que preciso saber para fazer um seguro?

Antes de tudo é preciso escolher que tipo de seguro vai fazer: de casa, carro, vida, etc. Em seguida, você deve analisar o orçamento doméstico para ver se terá condições de pagar pelo seguro durante o prazo mínimo de um ano, colocando possíveis eventualidades no planejamento, afinal essas sempre acontecem. Depois é indispensável fazer uma boa pesquisa no mercado. E vai uma dica simples: hoje com a internet se é possível fazer cotações sem precisar sair de casa. Por último, leia atentamente ao contrato, pois sempre dá para tirar da apólice coberturas desnecessárias que encarecem o valor do seu seguro.

O que é apólice de seguro?

É um contrato que contém todas as cláusulas, garantindo direitos e obrigações ao segurado e ao segurador.

O que fazer para cancelar?

Perdeu involuntariamente o emprego? A situação financeira ficou apertada e precisa cancelar o seguro? A primeira recomendação é que você se dirija à empresa que realizou o seu seguro e tente negociar valores e itens cobertos pelo seguro, mas se mesmo com a renegociação, as novas condições não caberem no seu orçamento, é possível quebrar, sim, o contrato de seguro, porém, tomando tal atitude, a seguradora pode reter parte do valor já pago pelo segurado e o IOF (Imposto sobre Operações Financeiras).

Powered by Rock Convert

Tabela de longe e curto Prazo

Geralmente os contratos de seguro são válidos por um ano, mas pode haver contratos com prazos menores ou maiores que um ano. Se você pensa em cancelar o seu seguro, melhor ver qual o período do seu seguro e, se menor que um ano, olhar a tabela de curto prazo disponibilizada pela Susep, Superintendência de Seguros privados, órgão responsável por fiscalizar e disciplinar este mercado.

Quando há perda de direito no seguro?

Conforme já mencionado, o segurado também tem algumas obrigações estipuladas na apólice. Abaixo listamos alguns fatos que fazem com que você perca o direito à cobertura do seu seguro.

• O risco ser agravado de forma intencional pelo segurado;

• O segurado ou beneficiário agir com grave culpa ou dolo, fazendo, assim, ocasionar o sinistro;

• Agir com má fé ou fraudar fatos para reclamar indenização;

• O segurado ou beneficiário ou ainda seus representantes e prepostos utilizarem de qualquer meio ou de declarações falsas para tentarem obter benefícios ilícitos do seguro;

• O segurado não avisar à empresa seguradora sobre o sinistro, assim que tomou conhecimento e não adotar as providências imediatas para minimizar suas conseqüências;

Se você tem alguma dúvida ou sugestão, envia para a gente e seja sempre bem-vindo (a)!

Powered by Rock Convert

Escrever comentário