Powered by Rock Convert

Com a franchising você está cedendo o direito de exploração da sua marca, por isso, é melhor redobrar a atenção. As redes de franchising são formas de levar modelos de sucesso para o mundo todo.

As bases jurídicas da franchising

Quando falamos de franquia estamos falando de uma marca que tem:

  • O seu nome;
  • O seu modelo de negócio quando pensamos nas grandes franquias;
  • O seu layout e estrutura (a forma como o negócio é montado no espaço), cedidos ao franqueado.

Desta forma os quesitos legais são fundamentais para estabelecer e determinar a relação entre o detentor da marca e quem vem a cedê-la.

Por quesitos legais estamos falando das determinações de conduta e comportamento de cada um dentro da franquia, assim com as técnicas judiciais para contornar possíveis litígios que venham a surgir.

Faz parte das bases jurídicas de uma franchising, determinar o pagamento ao detentor da marca, as responsabilidades tributárias do franqueado, dentre outras coisas.

Separamos aqui os principais pontos que você deve conhecer e considerar antes de começar a ofertar o seu modelo de negócio.

Com o que devo me preocupar antes de ceder uma licença de franquia do meu negócio?

O primeiro ponto ao qual você deve estar respaldado diz respeito à propriedade intelectual da sua marca.

Você tem registro da sua marca, do seu modelo de negócio? Esse é o primeiro passo para que você possa tornar o seu empreendimento em uma franquia.

Uma marca é o que faz com que o consumidor diferencie um produto de outro no mercado, por exemplo, se vemos uma maçã prata com uma fatia faltante sabemos que se trata da Apple.

Para evitar que a sua marca sofra futuramente com litígios sobre quem é o titular, detentor da marca ou ainda que o franqueado acabe registrando o negócio uma vez que você não havia feito isso ainda é importante que você faça o registro da marca.

No Brasil só é possível registrar marcas visualmente reconhecíveis, por exemplo, a maçã da Apple ou ainda o Android da Google. Não é possível registrar um som em nosso país, por exemplo.

Para fazer o registro da marca no Brasil o processo pode ser feito diretamente pelo empreendedor por meio do INPI, Instituto Nacional da Propriedade Industrial. Para registrar a sua marca, pelo site do INPI on-line, o processo sai mais barato, algo em torno de R$ 400,00.

Você está protegido por direito autoral

O layout e os apelos visuais do seu empreendimento estão protegidos

A partir do momento que você registra uma marca legalmente ela passa a ser propriedade intelectual sua, e desta forma está protegida por direito autoral.

Com adiantamos, quando você cede uma licença de exploração da sua marca para o franqueado você pode acabar cedendo também o layout da empresa, a mascote, as cores, a disposição dos produtos no espaço, (pense na famosa rede de fast food, são todas iguais não é?) Com a proteção de direito autoral, todas estas criações, propriedades sua estarão protegidas.

Com todos estes riscos quais as vantagens de franquear o meu negócio?

A principal vantagem da franchising é poder aumentar a visibilidade da marca, levando-a a mais pessoas que serão diretamente atingidas pela franquia aberta.

Este é o sonho de todo o empreendedor, não é? Fazer com que a marca se torne mais conhecida, e possivelmente, desta maneira, aumentar significativamente as suas vendas.

O que eu preciso saber antes de franquear o meu negócio?

Além do registro da sua marca para evitar possíveis dores de cabeça, é preciso que antes de franquear o seu negócio que você saiba que é necessário tino para o negócio de franquias, além de fazer o simples, para poder contabilizar os valores de arrecadação.

Todo franqueador (aquele que cede a licença de sua marca para um terceiro) deve ser um ótimo gestor de pessoas, uma vez que o franqueado (aquele que tem o direito de explorar a imagem da marca) precisará de total suporte no início para abrir e estabilizar o negócio no mercado. Um bom franqueador é aquele que preza pelo sucesso financeiro do franqueado.

Além disso, como a grande maioria das organizações – ou quase todas, desempenha a responsabilidade de responsabilidade social com o seu público. Seja por meio de ações beneficentes, ações na comunidade interna ou externa, ou qualquer outro tipo de atividade, é muito importante.

Você tem dinheiro para abrir uma franquia?

Como trouxemos, para que você faça o simples registro da marca você paga uma taxa de cerca R$ 400,00, e este é apenas um dos custos que você vai ter para a abertura da sua franquia.

Os outros possíveis custos que você certamente não considerou são:

  • Manuais de treinamento;
  • Palestras e/ou workshops que permitam a apresentação da empresa;
  • O modo de atendimento e comportamento com o cliente para o franqueado.
  • Também é preciso ter recursos para alavancar o marketing do novo estabelecimento que será aberto.

Depois destes passos iniciais e de preparado os contratos que determinarão a relação entre franqueador e franqueado o próximo passo é escolher quem fará parte da equipe.

Talvez essa exigência ou esse pré-requisito que o franqueado deve ter (conhecimento para fazer a franquia prosperar seja ela o que for) torne essa etapa a mais difícil no processo em transformar o seu empreendimento em uma franchising, uma vez que você precisa para manter a boa imagem da sua marca alguém que está preocupado além de com os lucros, mas com desempenhar um bom trabalho.

Powered by Rock Convert

Escrever comentário

Shares