Powered by Rock Convert

Quando você recebe seu contracheque, você pode se surpreender com as diferentes deduções em seu salário e principalmente com a diferença entre o salário líquido e o bruto. Por isso, é importante compreender tudo que está sendo retido e o que está sendo pago a você mensalmente.

Acreditamos que todo trabalhador deve entender como funciona o cálculo do pagamento do seu salário. Isso é importante para que você não só compreenda bem todos o que entra e o que sai em seu contracheque e para que possa organizar bem a sua vida financeira e não perder dinheiro.

Se você olha para o seu contracheque e não entende muito bem o que ele significa? Então veio ao lugar certo! Vamos explicar como calcular o pagamento do seu salário.

Entenda como funciona o cálculo do pagamento do seu salário.

Entendendo os termos

O primeiro passo na leitura de seus cheques de pagamento envolve tornar-se familiarizado com a informação financeira e padrão que aparece em todos eles.

Salário contratual

Esse o salário acertado no seu contrato com a empresa, o valor é exibido sem qualquer tipo de acréscimo ou desconto. E é proporcional aos dias trabalhados no mês de vigência do holerite.

Horas extras

A hora extra, como todo mundo sabe, é a hora excedente de trabalho. O valor das suas horas extras é composto pela hora normal + percentual de extra, que pode ser de até 100% a hora normal. É acrescido à hora extra parte do valor do Desconto Semanal Remunerado (DSR).  

Descontos Adiantamento

Esse dado refere-se ao pagamento antecipado de parte do seu salário base. Normalmente, o pagamento é feito no dia 15 ou 20 do mês. Os empregadores costumam pagar 40% ou 50% do valor bruto do salário base.

Convênio médico

Empresas que oferecem planos de saúde costumam cobrar uma taxa pelo serviço. É comum que os valores mudam de acordo com as as faixas salariais.

Alimentação

Algumas empresas dão vale-refeição aos funcionários e descontam uma taxa no holerite, outras, cobram pelo uso de refeitórios próprios.

Vale-transporte

A legislação garante que empresas que fornecem vale transporte pode realizar o desconto máximo de  6% do valor do salário. Caso o custo com transporte seja menor ou igual a 6% do salário do funcionário, o desconto é integral. Em casos nos quais ele ultrapassa esse percentual, é a empresa quem tem que pagar pelo restante da despesa.

Imposto de Renda

O IR é calculado com base na remuneração líquida, a alíquota varia de 8% a 11% de acordo com o valor do salário.  

Tempo de Serviço (FGTS)

O desconto é equivalente a 8% do total de rendimentos, e não ao salário.

Powered by Rock Convert

Agora que você já está devidamente familiarizado com os termos presentes no seu contracheque, vamos falar um pouco sobre o salário bruto e o líquido, ou melhor, sobre a diferença que existe entre esses dois valores que aparecem no seu contracheque.

Isso é importante, porque, muitas vezes, o trabalhador não entende o que está pagando, quais descontos são legais e porque há uma diferença entre os valores bruto e líquido.

Então vamos lá!

Qual a diferença entre salário bruto e líquido?

O salário bruto é a mesma coisa que o seu salário de contrato. É o valor original, registrado em carteira e atualizado com base nos aumentos recebidos. É a esse valor que são somados os acréscimos como as horas extras, comissões, adicional de periculosidade, etc. O resultado da soma ente salário bruto e acréscimos é a chamada remuneração. Não entram nesses cálculos benefícios como alimentação e auxílio transporte.

É com base na remuneração que os descontos do seu salário são aplicados, e não no seu salário bruto. Depois que é calculada a remuneração e aplicados os devidos descontos, então você tem o salário líquido, que é o valor que você de fato recebe no mês.

Até aqui você já entendeu quais os termos do seu holerite e a diferença entre salário bruto e líquido, agora vamos para o que interessa: o cálculo dos principais valores do seu salário.

Como calcular pagamento do INSS?

Vamos começar com o desconto do INSS, que é a contribuição obrigatória para  o programa de Previdência Social do governo. Como estabelecido por lei, é o empregador que efetua o desconto e que deve repassar tal valor para o INSS.

Como calcular?

O valor a pagar varia de acordo com uma tabela progressiva que vai de 8% a 11%, conforme a remuneração recebida. Como você pode ver na tabela a seguir:

Tabela INSS 2017 para Segurado Empregado, Empregado Doméstico e Trabalhador Avulso
SALÁRIO-DE-CONTRIBUIÇÃO (R$) ALÍQUOTA PARA FINS DE RECOLHIMENTO AO INSS
até 1.659,38 8%
de 1.659,39 até 2.765,66 9%
de 2.765,67 até 5.531,31 11%

Como calcular o pagamento do Imposto de Renda?

Agora vamos falar sobre o cálculo do Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF), que deve ser descontado pelo empregador e repassado à Receita Federal. Confira na tabela seguir quem deve ou não pagar esse imposto e, no caso dos que precisam contribuir, qual o percentual.

Base de cálculo mensal em R$ Alíquota % Parcela a deduzir do imposto em R$
Até 1.903,98 ISENTO ISENTO
De 1.903,99 até 2.826,65 7,5 142,80
De 2.826,66 até 3.751,05 15,0 354,80
De 3.751,06 até 4.664,68 22,5 636,13
Acima de 4.664,68 27,5 869,36

Para chegar ao valor basta multiplicar a base de cálculo pela alíquota correspondente e subtrair a parcela a deduzir (referente à parte do salário que é isenta do Imposto de Renda).

A base de cálculo do IRRF é obtida pela seguinte equação:

REMUNERAÇÃO BRUTA – DESCONTO INSS – PENSÕES ALIMENTÍCIAS – TOTAL DE DEPENDENTES*189,59

Sabendo como funciona o cálculo dos descontos salariais você pode realizar o cálculo do pagamento do seu salário e conferir se está tudo certo ou mesmo prever quanto será o seu salário do mês.

Lembramos que os contracheques podem variar ligeiramente de empresa para empresa, por isso, se você tiver alguma dúvida adicional, pode solicitar seu departamento de recursos humanos.

Powered by Rock Convert

Comentários

Shares