Powered by Rock Convert

Os momentos de crise aparecem em épocas diferentes da visa. Talvez pela demissão do emprego, por assumir uma dívida maior ou uma emergência, o indivíduo acaba percebendo maior dificuldade em manter as contas em dia, ou mesmo para manter um padrão de vida confortável. Mas não motivos para se desesperar! Com algumas medidas simples, o consumidor pode organizar as finanças e, aos poucos voltar o saldo para o azul. Este é seu caso? Confira seis dicas para resolução dos tempos de crise no orçamento!

Organize suas finanças

Seja em tempo de crise, seja no dia a dia, é fundamental ao indivíduo organizar seus gastos e receitas. Por isso, coloque suas contas na ponta do lápis, todas elas. É importante listar os gastos com pagamentos das contas domésticas, lazer, alimentação, incluindo até mesmo os centavos. O mesmo com as receitas: incluía no registro os valores recebidos no salário e trabalhos extras, se for este o caso.

Para o registro das informações, você pode utilizar, por exemplo, planilhas do Microsoft Excel. Basta listar todas as categorias de gasto e, a cada consumo, incluir os dados no documento com data.

Para uso online do serviço, é possível optar pelas Planilhas Google, que permite acesso de qualquer dispositivo. Os dados são salvos na internet, e mesmo off-line o usuário pode visualizá-los e incluir outros.

Há ainda a alternativa de gerenciadores financeiros. Os aplicativos, para computador, smartphones e tablets, oferece uma visão mais dinâmica das informações, uma vez que apresenta dados por gráficos. Nestes softwares, também é possível estabelecer metas, que incentivam o consumidor a economizar.

Gerenciadores financeiros estão disponíveis para diversos dispositivos, e trazem uma visão dinâmica das finanças do usuário.

Não faça novos débitos

Em tempos de crise, uma medida importante é evitar novos gastos. Principalmente os maiores. Por isso, esquive-se de consumos diferentes do habitual, inclusive das compras parceladas.

Reduza visitas a lojas e supermercados

Quando comparece a um ambiente de consumo, o indivíduo sente-se impelido a comprar. Por isso, é bom diminuir passeios no shopping ou mesmo naquele armazém do bairro.

Powered by Rock Convert

O supermercado, então, deve ser visitado pouco, de preferência uma vez por mês. Programe-se para realizar de uma só vez toda a compra necessária para trinta dias. Fuja também dos supérfluos, como vários pacotes de biscoitos, balas e doces. Em tempos de crise, a regra é economizar!

Pesquise preços

Obviamente, não é sempre possível evitar uma compra. Mas antes de adquirir algo, coloque como regra fazer pesquisa de preço. A consulta pode ser feita entre várias marcas, ou até mesmo na internet, que oferece acesso rápido e amplo.

Se a compra for online, verifique se o frete de entrega do produto não o encarece muito. Talvez seja mais vantajoso comparecer à loja física e adquirir o artefato.

No supermercado ou qualquer outro estabelecimento, compare marcas dos produtos e todos os preços. Economias, mesmo que mínimas, ajudam nos tempos de crise financeira.

Corte gastos do dia a dia

Pequenas mudanças de gastos, como trocar a academia por atividades ao ar livre, ou mesmo mudar a frequência de visitas da faxineira podem melhorar o orçamento. Ao invés, por exemplo, de fazer um lanche na rua todos os dias, faça sua própria refeição e leve ao trabalho. Reorganize os gastos e, se não for extingui-los, ao menos pense forma de diminuí-los.

Cuidado com o cartão de crédito

As compras com o cartão de crédito são um dos principais motivos de endividamento no país. Por isso, em momento de crise, é importante “aposentar” o dispositivo. Ao invés de realizar a maioria das compras pelo cartão, comece a fazê-las à vista, e use o crédito apenas para emergências.

Assim, fica mais difícil perder o controle das contas, assim como comprar em excesso. Afinal, sem dinheiro na mão, sem consumo, e o indivíduo tende a diminuir despesas.

Seguindo estas dicas, você logo, logo deve ver uma melhora no orçamento. E então, adeus crise!

Powered by Rock Convert

Comentários

Shares