Compare conta correntePowered by Rock Convert

   Já ouviu falar em Conta Conjunta? Ela é bastante procurada, principalmente pelos casais que buscam uma longa vida juntos e que pretendem lidar com o dinheiro de maneira integrada.

A conta conjunta pode ser uma boa opção para casais.

Neste post, vamos explicar como abrir uma Conta Conjunta. Antes, entenda o que é, de maneira simples, uma conta conjunta:

Entenda como funciona a Conta Conjunta

Na prática, a Conta Conjunta funciona da mesma maneira que a conta corrente normal, com a diferença de que pode ser manipulada por dois titulares.

   Um dos principais benefícios da escolha por conta conjunta é o fato de que os interessados arcam com somente um pacote de benefícios, já que compartilharão a conta….

Documentos necessários para abrir a Conta Conjunta

Ambos os lados devem concordar com a abertura da conta conjunta.

Os dois clientes devem comparecer juntos a uma agência, acompanhados dos seguintes documentos:

– Documento de identificação com foto (RG, carteira de motorista ou carteira de trabalho);…– CPF;…– Comprovante de residência (como conta de luz ou telefone fixo);…– Comprovante de renda (como holerite, declaração de Imposto de Renda ou contra-cheque)….

Ambos vão precisar assinar a documentação, então é imprescindível que os dois estejam presentes no ato de abertura da conta. Um fator importante é que se um dos dois estiver com o nome sujo, o banco pode se recusar a abrir a conta conjunta.

Conheça os dois tipos de conta: a Solidária e a Não-solidária

   Para quem busca abrir uma conta conjunta, deve saber que existem dois tipos de conta: a Solidária e a Não-solidária (também chamada de conta conjunta simples).

   Na solidária, os dois titulares conseguem movimentar o dinheiro e fazer operações sem a aprovação do outro correntista.

   Na não-solidária, o que ocorre é o oposto. Qualquer tipo de manipulação de valores (saques, pagamentos, transferências, etc) deve ser feita com o conhecimento de ambos.

Será que a Conta Conjunta é a melhor opção?

   Abrir uma Conta Conjunta é uma escolha importante, principalmente porque dá à outra pessoa a liberdade de movimentar o seu dinheiro. Por isso, esteja ciente dos riscos que essa decisão envolve a curto, médio e longo prazos.

   Lembre-se de que será preciso que ambos os lados estejam dispostos a abrir suas contas e dividir seu dinheiro. Por isso, é recomendável para casais que tenham alguma independência financeira, e que sejam bem resolvidos quanto à divisão de dinheiro em casa.

   Além disso, ambos terão que dar mais satisfações sobre seus gastos, e deixarão todas as transações expostas ao(à) parceiro(a). Por isso, devem surgir mais cobranças e, consequentemente, mais discussões que antes seriam evitadas.

   De qualquer maneira, a melhor maneira de discutir sobre a decisão de abrir uma conta conjunta, é sentando e conversando com o(a) parceiro(a). Os dois lados devem saber da importância da decisão e do comprometimento que ela envolve.

Esperamos que tenha gostado do conteúdo! Fique a vontade para contar suas experiências ou apenas deixar um comentário na seção abaixo. Aproveite para tirar dúvidas e sugerir novas pautas e não deixe de conferir os outros artigos do blog com dicas para organização financeira.

Comentários