Introdução

Negociar dívidas está na lista de prioridades de grande parte da população do país. Isso é compreensível, já que atualmente o Brasil possui cerca de 64 milhões de pessoas inadimplentes.

Se você se encontra nessa situação, não se preocupe! Para facilitar a retomada da sua estabilidade financeira e tornar a jornada da quitação mais prática, separamos 07 dicas que vão te auxiliar a negociar dívidas sem sair de casa.

Como negociar dívidas sem sair de casa?

Para tornar o pagamento de débitos mais cômodo e prático, muitas instituições e empresas têm usado recursos da internet para facilitar esse processo. O telefone também continua sendo um meio muito utilizado para fazer a comunicação entre credor e devedor.

Para que você limpe seu nome e dê adeus de vez para suas pendências financeiras, conheça 7 formas de negociar dívidas sem sair de casa!

Entre em contato com o credor

Uma das formas mais rápidas de resolver uma pendência financeira é entrando em contato com o credor. Essa dica vale tanto para quem tem dívidas com grandes instituições quanto para débitos com comércios de menor porte.

Através do site, WhatsApp ou e-mail do credor é possível solicitar a negociação de dívidas. Nesse caso, vale ficar atento quanto ao valor e ao número de parcelas da negociação. Multas e juros por atraso também precisam ser levados em consideração.

Ligue para sua agência bancária

Nem todo mundo gosta de falar ao telefone, mas em alguns casos esse “esforço” vale a pena. 

Tomar a iniciativa de procurar seu banco, pode trazer ótimos resultados. Uma vez que essa atitude demonstra que você está de fato preocupado em resolver suas pendências.

Todos os bancos possuem números específicos com os quais os clientes podem entrar em contato. O atendimento, em geral, ocorre de segunda-feira a sábado. Sendo assim, é possível tirar um dia da semana para realizar a ligação e negociar.

Para realizar este passo é preciso estudar suas dívidas e o seu poder de pagamento. Diante das ofertas realizadas pelo banco, faça uma contraproposta tendo como base seus cálculos. 

Aqui vale lembrar que apenas propostas que condizem com seu bolso devem ser aceitas. Não compensa aceitar uma negociação que não se enquadra na sua atual situação financeira. Tome cuidado para não fazer a negociação virar uma nova dívida ou uma dívida maior.

Consulte seu CPF

Não tem certeza de quais dívidas estão em seu nome? Para isso, basta consultar seu CPF diretamente na internet. Dessa forma, você pode ter um panorama geral da sua situação financeira e também conferir se seu nome está sujo.

Além disso, ao saber o status do seu CPF fica mais fácil também entender como anda sua vida financeira. Esse momento pode ser ótimo para quem deseja reavaliar ações e tentar se organizar melhor para evitar novas dívidas.

Conte com plataformas de negociação online

Procurar uma plataforma digital de negociação pode ser o caminho ideal para que você consiga negociar dívidas da melhor maneira possível.  E o melhor de tudo é que desta forma todo o processo é feito digitalmente. Sem filas, sem ligações telefônicas e sem burocracia.

Essa opção pode garantir não apenas a negociação de uma dívida, mas também conceder descontos para que você livre-se da dor de cabeça economizando. 

Para realizar a negociação online, primeiro confira a lista de parceiros disponíveis, em seguida feche o acordo e pronto. Aí é só esperar o boleto em seu e-mail, pagar e quitar a dívida. Fácil e prático!

Aplicativos de lojas

Mais uma opção super cômoda para você: invista nos aplicativos das lojas. Atualmente, é comum que os mais variados tipos de comércios possuam seus próprios aplicativos. E, além da facilidade de compra, essa pode ser sua chance de acabar com um débito.

Ao acessar o app da loja, procure as opções de pagamento ou o chat para conversar diretamente com um atendente. Mais uma vez, é importante sempre ter em mente que as negociações devem ser feitas respeitando sua capacidade de pagamento.

Portabilidade de dívidas

Prevista na resolução 4292 do Banco Central, a portabilidade de empréstimos pode ser uma boa solução para você. Isso significa, que é possível transferir uma dívida de um banco para outro.

Através da renegociação com outras instituições é possível conseguir taxas de juros mais baixas, desconto em folha e um prazo maior de pagamento. Esses são exemplos de algumas das dívidas que podem ser transferidas: financiamento de automóvel ou imóveis, crédito consignado, crédito pessoal e também cheque especial.

Para isso, é necessário entrar em contato com o banco para onde se deseja fazer a transferência de dívida e então realizar uma proposta de portabilidade. Muitos bancos têm opções nos próprios sites para que todo o processo seja feito digitalmente.

Canais digitais do Governo

Quem possui débitos com a União, estados ou municípios pode recorrer a negociação online também. A Procuradora-Geral da Fazenda disponibiliza um site com diversos serviços, entre eles: consultas de débitos, acesso a certidões e também negociação de dívidas.

O Regularize atende tanto pessoas físicas quanto jurídicas. Para acessar os serviços oferecidos é necessário realizar um cadastro. Após isso, dentro do próprio portal as negociações relacionadas às dívidas ativas podem ser efetuadas. 

Contrate um empréstimo

Outra forma de negociar dívidas sem sair de casa é optar por realizar um empréstimo. Vale ressaltar que essa decisão deve ser tomada com bastante calma e precaução. Lembre-se sempre que essa é uma medida que terá impactos a longo prazo.

Diversas empresas realizam a concessão de empréstimo de forma online. Por isso, vale a pena realizar buscas e comparações para encontrar a opção que melhor se adequa às suas necessidades.

A dica, nesse caso, é somar  todas as dívidas e tentar negociar junto aos credores valores para pagamento à vista. Após isso, busque opções de empréstimo levando já em conta os valores a serem negociados. 

Através do empréstimo pessoal, você pode ter acesso a taxas menores e prazos maiores. Assim a negociação das dívidas pode até render uma economia!

Como conseguir descontos para negociar dívidas?

A melhor forma de negociar dívidas com desconto é dando preferência para o pagamento integral do débito. Pagamentos à vista podem render descontos significativos. No entanto, vale a pena ressaltar que é fundamental agir de acordo com seu orçamento.

Quando não for possível efetuar o pagamento das dívidas à vista, procure negociar durante o parcelamento. Fortaleça seus argumentos e proponha valores com desconto aos credores.

Saiba mais em: Manual para negociar dívidas com desconto

Cuidados ao negociar dívidas pela internet

  • Confirme se a empresa com a qual pretende negociar é idônea.
  • Desconfie de plataformas que cobram recursos antecipadamente.
  • Tome cuidado com e-mails e SMS falsos.
  • Confira se a empresa está autorizada a negociar dívidas de forma online.
  • Verifique se o site que está acessando é criptografado. 
  • Converse apenas com canais de atendimento oficiais.
  • Verifique a parceria da empresa de renegociação  com o credor. 

Conclusão

Viu, só? Negociar dívidas não precisa ser um bicho de sete cabeças. Com atenção, organização  e disposição tudo fica mais simples. Aproveite nossas dicas para limpar seu nome e restabelecer o controle da sua vida financeira. Tudo do conforto do seu lar!

Agora, é a sua vez, conte para a gente: já usou algum desses métodos para negociar dívidas? Se sim, compartilhe nos comentários. Vamos adorar saber sobre a sua experiência!

_____________________________________________________

Este conteúdo foi desenvolvido pela QuiteJá em parceria com a Juros Baixos. Para ter mais informações sobre negociação de dívidas acompanhe nosso blog e nosso Instagram

Comentários