Heyy, como você está? 

Hoje o assunto é presente na vida da maioria dos brasileiros, de acordo com a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC), cerca de 77,5% da população brasileira está endividada. O que representa uma enorme preocupação e organização no padrão de consumo atual. Mas nem sempre pegar este dinheiro emprestado é uma coisa 100% ruim, as vezes é necessário, e para que você aprenda a ter cautela e organizar suas finanças, iremos trazer os 5 principais cuidados ao pegar um empréstimo. 

1. Preste atenção nos juros

O primeiro e mais relevante é os juros, simmmm, os queridinhos dos bancos, basicamente a roda que move toda engrenagem, sendo basicamente a taxa que será adicionada ao valor que você deve de acordo com o tempo da dívida e de maneira simples é preciso conferir seus valores e entender um pouco que juros compostos (como se fosse uma taxa que se soma ao valor anterior e não ao inicial). Por exemplo: em 1 ano se a taxa for de 10% ao mês, em juros simples o valor seria 220% do inicial, já em juros compostos o valor seria 313% do inicial, e a tendência é que com o passar do tempo a disparidade só cresça.

2. Renegocie sempre que puder

Juntamente com a primeira dica vem a segunda: re-negocie sempre que possível a sua dívida, essa é uma alternativa fundamental para todos, normalmente quando você se dirige até a instituição bancária que você pegou seu empréstimo os momentos são outros e se você for um bom pagador possivelmente eles irão achar uma alternativa que facilite o pagamento, mas fique esperto para não estender o tempo e diminuir os juros, porque aí você pode estar pagando ainda mais pela dívida antiga. 

3. Antecipe suas dívidas

Antecipação de dívidas assim que possível, você já parou pra pensar que dependendo do tipo de empréstimo que você pega, pode ser que já tenha quitado o valor integral e que sobre somente a soma dos juros para pagar, pois então, assim que você tiver um dinheiro sobrando antecipe as parcelas e junto com a renegociação você pode diminuir o valor a pagar por conta da redução no tempo de pagamento daquele empréstimo.

4. Fique de olho nas taxas abusivas e nos contratos

Cuidado com as taxa abusivas e cláusulas pequenas de contrato, todos nós sabemos que as vezes é muito ruim ler contrato e acabamos por assinar e acordar verbalmente com a instituição contatada, mas fique de olho, pois as vezes existem taxas extras, taxa de serviço, avaliação e várias outras que não nos damos conta que estamos pagando também, converse com o responsável sobre a transparência dessas cobranças para evitar ser pego de surpresa.

5. Não perca o controle financeiro!! 

Parece tão óbvio, mas às vezes pagando prestações perdemos a real noção da soma dos itens que consumimos, seja no cartão de crédito, seja em empréstimos maiores. O foco é a manutenção das contas. Não exagere no tempo de pagamento, pague em dia e evite pegar mais de um financiamento pois sua relação com os bancos está em jogo e eles priorizam bons clientes no oferecimento de melhores taxas. É legal que na hora da organização você já conta com uma gordurinha no fim do mês para gastos além do esperado e que a parcela, logicamente, caiba no seu bolso. 

Esse é um checklist mínimo de cuidados e dicas para os empréstimos financeiros de todos os tipos, fiquem ligados que se mal administrados podem virar um bicho de 7 cabeças e atrapalhar o seu sono. 

Sempre que precisar de algum esclarecimento, chame alguém responsável ou manda sua dúvida aqui, estaremos sempre disponíveis a vocês.

Até mais…Atenciosamente Yours Bank

Author

Somos uma plataforma de bem-estar financeiro. Em nosso blog falamos sobre finanças pessoais e produtos financeiros como empréstimo, cartão de crédito, seguros e negociação de dívida. A Juros Baixos está desde 2016 desenvolvendo conteúdos de qualidade para nossos seguidores. Acompanhe nossas redes sociais, canal no YouTube e entre para nossa comunidade no Discord.

Comentários