Powered by Rock Convert

Tem quem diga que vender é uma arte.

Outros dizem que é uma verdadeira ciência.

Exageros à parte, vender é preciso. Seja em tempos de dificuldades ou de bonança, temos que procurar encantar clientes e fazer negócios.

São ações importantes que vão te ajudar a atingir seus objetivos.

Prepara-se para decolar

Para aumentar as vendas é preciso um conjunto de medidas formadas por estudo, planejamento e dedicação.

É preciso conhecer os seus produtos, clientes, mercado e entender nem que seja um pouquinho só de administração e finanças.

Para te ajudar, procure sempre a ajuda de profissionais como consultores, contabilistas e administradores. Também procure manter-se atualizado e faça os cursos oferecidos por entidade como o Sebrae.

Toda ajuda é bem-vinda.

Algumas ações podem ajudar você a turbinar as vendas

Marketing Digital

Estamos cada vez mais conectados. Internet, smartphones, rede sociais, o mundo virtual tornou-se algo comum. Fazemos compras, conversamos, nos divertimos, estudamos, somos cada vez mais interligados pela grande teia mundial. E o seu negócio tem que fazer parte desse mundo. Você pode aproveitar a tecnologia para divulgar sua marca, sua loja e seu produtos e atrair novo clientes.

Mesmo que você tenha optado em manter somente loja física, pode utilizar as redes sociais para apresentar seus produtos e serviços, oferecer descontos, vantagens e promoções. Utilizar ferramentas virtuais para comunicar-se com o seu cliente é fundamental.

Faça ou refaça um planejamento de marketing que inclua as ferramentas digitais. Informe-se sobre produção de conteúdo e leads. Trace uma estratégia para captar e fidelizar clientes, não importa o seu ramo de atividade ou tamanho da empresa.

Posicionamento de Marca

Quantos concorrentes você tem? E os produtos que você vende, são vendidos por quantas empresas no seu bairro? Por que alguém deveria comprar de você e não de outra loja?

Você deve procurar trabalhar um diferencial para sua empresa. Pode ser o melhor preço, as melhores condições de pagamento, o atendimento. Trabalhe neste diferencial e em seguida associe-o com a sua marca. Quando falamos marca não estamos falando apenas em um logotipo, mas sim no nome da sua loja.

As pessoas devem associar o nome da empresa a algo bom, positivo, convidativo, que se destaque dos demais concorrentes.

Este passo envolve não apenas um trabalho de design mas também uma autoavaliação, em que irá identificar seus pontos fortes e fracos e trabalhar nos mesmos.

Conheça seu Mercado

O que você vende e para quem você vende? Pode parecer uma pergunta óbvia, mas quem responde “vendo o produto x” “vendo para qualquer um” então você precisa repensar algumas coisas. Conhecer o mercado em que você atua é muito mais do que recitar as especificações técnicas de um produto e receber pela venda do mesmo.

Você precisa saber quem compra seu produto e para que o mesmo é utilizado. Quem é o seu cliente, qual o perfil. Já é clássica a história da empresa que vendia filmes fotográficos e que quase desapareceu com o advento da fotografia digital. Por que? Porque a empresa ignorou que seus clientes não estavam preocupados com filmes e sim em tirar fotos. Ao ignorar as mudanças que estavam por vir em um mercado que dominou por décadas, a empresa quase assinou sua sentença final.

Faça pesquisas, descubra as tendências e mantenha um canal de comunicação com seus clientes. Saiba quem eles ou elas são, o que querem, quanto estão dispostos a pagar.

Monitore seus concorrentes. Veja e analise o que estão fazendo. Às vezes podem ter tido uma boa ideia, às vezes podem estar fazendo uma tremenda besteira.

Conheça o mar em que está navegando para não ser tragado pela primeira tempestade.

Venda e Pós-venda

Vender, vender e vender. Esta parece ser a regra, mas tão importante quanto vender é vender bem. A fidelização do cliente passa, obrigatoriamente, por um processo de venda bem feito. Cliente satisfeito volta, cliente insatisfeito não volta e ainda pode impedir que outros o façam. Essa é a regra.

A venda bem-feita envolve transparência, bom atendimento e praticidade.

Transparência na oferta dos produtos. Com preços e condições de pagamento visíveis e sem surpresas na boca do caixa. Com a explicação do funcionamento, detalhes técnicos e garantia do que está sendo vendido.

Bom atendimento envolve uma equipe de vendas bem treinada e bem preparada. Disposta a tirar dúvidas e ajudar o cliente. Treinamento, remuneração justa e benefícios compatíveis são fundamentais.

E por praticidade estamos falando na facilidade e comodidade que o cliente tem em experimentar e testar o produto (quando for possível), pagar, receber o produto embalado para presente ou fazer uma troca. Nada de filas e burocracia. A tecnologia está aí para acabar com isso.

Já o pós-venda é ação de saber se o cliente ficou satisfeito não só com o produto, mas também com o atendimento.

O pós-venda é feito através de pesquisas de satisfação, abordagem direta por telefone ou na própria loja. Além disso, envolve também o recebimento e solução de queixas e reclamações e a troca de produtos e assistência técnica.

Por isso, canais de atendimento eficientes são fundamentais. Mas estes canais devem ser realmente eficientes. De nada adianta disponibilizar um 0800 se o cliente fica 30, 40, 60 minutos para ser atendido.

Criar um canal de atendimento que não atende e ver uma reclamação da sua loja em sites como o Reclame Aqui, é o mesmo que rasgar dinheiro.

Powered by Rock Convert

Escrever comentário

Shares