Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

Ter um carro segurado é algo cada vez mais importante. Afinal, caso um furto, roubo ou sinistro aconteça, é interessante que o consumidor tenha auxílio para quitar as despesas. Do contrário, os gastos poderão desorganizar completamente sua vida financeira. De qualquer forma, é sempre bom pagar menos no seguro de carro, não é mesmo? Se esse é o seu objetivo, este texto é para você!

As coberturas disponíveis no mercado são as mais diversas, e podem proteger veículo, motoristas e terceiros. Acompanhe dicas para economizar e, ainda assim, ter proteção completa da seguradora.

15 dicas para pagar menos no seguro do carro

1. Pesquise entre os planos

Os custos de um seguro de automóvel variam bastante de uma seguradora para outra. Por isso, é fundamental pesquisar bastante antes de escolher o mais adequado. Assim, você poderá encontrar opções mais completas e, ao mesmo tempo, mais baratas do que as primeiras alternativas obtidas.

2. Escolha um bom corretor

Contar com um bom corretor significa ter o auxílio de um profissional bem treinado e disposto a encontrar o plano que mais se adequa aos seus objetivos. O especialista também precisa possuir a disposição de pesquisar os melhores preços, apresentando todas as informações necessárias ao consumidor. Com este auxílio, a definição pela cobertura mais interessante se torna mais fácil.

Um corretor também precisa estar disponível para atendimento durante a vigência do contrato do seguro. É ele que vai intermediar a restituição de roubos e sinistros.

Em todo o caso, é essencial que o corretor tenha registro profissional em dia. Seu cadastro na Susep (Superintendência de Seguros Privados) indica que ele está habilitado para atuar.

3. Evite a renovação automática do seguro

Assim que chegar a hora de renovar o seguro do carro, faça nova pesquisa de valores no mercado. Dessa forma, você terá a certeza de que está escolhendo a opção mais em conta e mais completa possível no momento.

4. Instale rastreador no seu veículo

Quando um carro é roubado ou furtado, o papel de um rastreador é informar a localização do veículo e facilitar a sua recuperação. Nas situações em que o auto é recuperado, a seguradora fica obrigada a quitar apenas os valores de reparo de danos, e não a compra de um novo automóvel. Ou seja, a empresa economiza. Logo, quando o veículo possui rastreador, o seu seguro tende a ser mais barato do que os demais do mercado.

5. Contrate apenas o necessário

Imagine que você tem um segundo carro na garagem. No caso de roubo do seu veículo segurado, você poderá utilizar esse segundo veículo para se locomover, até que obtenha o ressarcimento do primeiro. Por isso, nesse caso não vale a pena contratar seguro com carro reserva, uma vez que você não precisará utilizar o serviço.

Isso significa que é importante verificar quais coberturas são realmente necessárias ao seu plano. As que se fizerem dispensáveis podem ser retiradas do seguro, que se tornará mais barato.

6. Apresente um bom histórico

Um motorista que não apresenta sinistros registrados há mais de dois anos paga, em média, 18% a menos pelo seu seguro. Dessa forma, é interessante fazer o máximo para evitar acionar o auxílio da seguradora. Quando percebe que o consumidor não gerará tanto custo, a empresa oferece condições mais vantajosas à contratação.

Tem bom histórico significa ter maior cuidado com o seu veículo, algo que permitirá pagar menos no seguro do carro.

7. Forneça informações completas

No momento da cotação do seguro, uma série de formulários precisa ser preenchida. É fundamental que você insira nos documentos todas as informações solicitadas, da forma mais completa possível.

Alguns dados influenciam diretamente sobre o preço do seguro, como a quilometragem geralmente rodada. Realmente calcule a informação, em vez de indicar um número aleatório. De modo geral, quanto maior a quilometragem rodada, maiores os custos do seguro. Isso uma vez que o carro fica mais sujeito a problemas motores.

Powered by Rock Convert

8. Não minta

Considere que você tenha um filho de 21 anos, e que vocês dois utilizem o carro com a mesma frequência. Ao cotar o seguro, porém, você informa à seguradora que é o único e exclusivo motorista do veículo. Afinal, já ouviu falar que, quanto maior o tempo de habilitação do indivíduo, mais barato o seguro – e seu filho tem apenas 3 anos de direção.

Contudo, um acidente acontece e quem estava no banco do motorista era seu filho. Percebendo a informação falsa, a seguradora pode negar o ressarcimento dos danos, que deverão ser completamente custeados pelo consumidor. O prejuízo é certo.

9. Atualize as informações

Tomemos outro exemplo: ao contratar o seguro, você era o único motorista do automóvel. Porém, sua filha tirou a primeira habilitação recentemente, e também vai passar a utilizar o carro com frequência. É essencial informar esse novo fato à seguradora. Assim, a empresa poderá considerar o novo condutor no contrato do seguro, e garantirá a cobertura quando esta se fizer necessária.

Pode acontecer de o indivíduo ter que quitar alguns valores extras, para um novo contrato. De qualquer modo, no entanto, eles serão bem mais baixos do que se o consumidor tivesse que arcar sozinho com os danos de um sinistro.

10. Avalie o valor da franquia

Quando um problema acontece com o veículo e seu custo é alto, seguradora e consumidor dividem os custos relacionados. Isso é o que se chama de franquia do seguro. A franquia é o valor assumido pelo usuário, e o prêmio do seguro é o montante custeado pela seguradora.

A relação entre as informações é simples. Quanto maior o valor da franquia, menor o valor do prêmio, e vice-versa. Concomitantemente, quanto maior o valor da franquia, menor o custo do seguro, uma vez que a seguradora terá poucos gastos com o usuário.

Dessa forma, pode ser interessante avaliar o aumento do valor da franquia. Porém, tenha atenção: se o seu veículo permanece estacionado na rua, ou se você transita muito por estradas, as chances de sinistros ocorrerem são grandes. Neste caso, o consumidor poderá ter que pagar alto valor para suprir o prejuízo, algo que poderia ser feito pela seguradora, se o prêmio fosse maior.

11. A escolha do carro influencia

Essa dica é para você que ainda está pesquisando sobre qual modelo de carro comprar. Veja bem, alguns carros naturalmente possuem apólices mais caras do que outros. Esse é o caso de alguns utilitários que pela excessiva quantidade de veículos do mesmo modelo circulando o valor cobrado é maior.

12. Instalação de equipamentos antirroubo barateiam o seguro

Se o seu carro tiver instalado, por exemplo, um sistema de alarme, bloqueador, ou qualquer outro tipo de equipamento de segurança você pode acabar pagando mais barato no seu seguro. Isso porque a seguradora entende que as chances do seu carro ser roubado são menores.

13. Tenha uma garagem

Normalmente não ter uma garagem pode te levar a considerar a aquisição de uma apólice uma vez que o seu carro fica exposto a mais riscos na rua.

A seguradora sabe disso também e justamente não ter uma garagem pode resultar em um seguro mais caro porque o seu carro passa a maior parte do tempo, digamos, vulnerável, e as chances de você recorrer ao seguro são maiores.

14. É realmente necessário ter um segundo condutor?

Inserindo um segundo motorista no seguro, o valor do mesmo pode ficar bem mais caro. Verifique se realmente você precisa inserir outro condutor no veículo. Porém, se não for apenas você quem irá dirigir, não deixe de dar essa informação quando contratar o seguro.

15. Qual a melhor forma de pagar o seguro?

O melhor pagamento é à vista. Tendo condições para fazer isso, não hesite. Principalmente porque você pode negociar descontos com a corretora, além de evitar ter o orçamento apertado por causa de parcelas.

Mas, caso não tenha condições para pagar à vista, então procure parcelar o mínimo de vezes possível. Assim, você evita ter que pagar muitos juros, o que sempre deixa o seguro bem mais caro.

Gostou das dicas para deixar o seguro mais barato? Então tire outras dúvidas e acompanhe mais matérias aqui no Juros Baixos.

Powered by Rock Convert

Comentários

Shares