Powered by Rock Convert

O fluxo de caixa é o controle de entrada e saída de dinheiro de uma empresa – ou de uma pessoa, caso você seja autônomo – em um determinado período.

Em outro artigo do blog, explicamos o que ele é, como funciona e sua utilidade. Neste texto, daremos um passo adiante para você que já entendeu a importância de manter suas contas em ordem, mas ainda não está satisfeito com seu controle.

Veja 10 dicas para melhorar o fluxo de caixa:

1) Registre tudo, até os valores pequenos

Gastos com papel higiênico, copos plásticos, algum conserto simples que precisou ser feito na loja, entre outros.

Muitos costumam subestimar o quanto essas pequenas despesas somam no final do mês. Registre tudo rigorosamente, sendo o mais fiel possível.

2) Estabeleça categorias de movimentações

Não basta assinalar receitas e despesas. Demarque do que essas movimentações se tratam. Você pode separar em “gastos de infraestrutura”, “salários”, “fornecedores” etc. Assim você terá um parâmetro melhor para analisar qual categoria precisa de mais atenção.

3) Apenas registre o que já tiver recebido

Infelizmente, uma venda não é garantia de receita até que o cliente tenha feito o pagamento. Se você vendeu algo a prazo, registre em uma planilha separada, não no fluxo de caixa. Esse tipo de equívoco pode fazer com que a empresa se endivide por contar com um dinheiro que ainda não foi recebido.

4) Utilize-o para planejar o futuro

Você pode usá-lo para fazer projeções no futuro, de modo que poderá se antecipar em diferentes cenários.

5) Cruze dados e compare

O fluxo de caixa se converterá em uma ferramenta muito mais poderosa se for combinado com outros tipos de controle. Um exemplo é compará-lo com as contas a receber, para poder identificar clientes devedores ou deficiência nas formas de cobrança.

6) Estabeleça metas

Utilize o controle para criar metas de vendas ou para evitar desperdício. Metas são muito mais poderosas quando embasadas em dados reais.

7) Agilize faturas e negocie prazos de pagamento mais longos

Um fluxo de caixa vantajoso é aquele que recebe com rapidez e paga com prazos longos. Negocie o quanto for possível para conseguir prazos maiores de pagamento (não esqueça de considerar os juros, se houver!), para ampliar a janela de tempo entre entrada e saída.

8) Determine as condições de pagamento para evitar atrasos

Seguindo a mesma lógica, deixe bem claro para os clientes as condições de pagamento para receber em dia. Avalie a possibilidade de estabelecer isso em contrato, bem como uma taxa de atraso.

9) Procure padrões cíclicos

Depois de um certo tempo acompanhando um fluxo de caixa, é provável que o gestor se depare com uma sazonalidade, isto é, um padrão. As vendas aumentam nos feriados? Os gastos em manutenção são maiores no verão do que no inverno?

Conhecer esses ciclos permitirá que você se planeje com antecedência.

10) Ofereça produtos ou serviços que não sejam sazonais

Pelo motivo anterior, você pode notar um fluxo de caixa irregular demais. Isso pode acontecer se você tem uma loja de materiais escolares (cujas vendas têm picos no início do ano), de ventiladores e ar-condicionado (que vendem mais no verão), uma agência de revisão de Trabalho de Conclusão de Curso e assim por diante. Diversifique seus produtos ou serviços e para garantir uma receita regular.

Coloque essas dicas em prática e conte para a gente como foi!

Powered by Rock Convert

Escrever comentário

Shares